Inicio » Minas Gerais » Belo Horizonte » MG – Vídeo íntimo de garota de 13 anos vaza em escola e gera confusão

MG – Vídeo íntimo de garota de 13 anos vaza em escola e gera confusão

MG – Vídeo íntimo de garota de 13 anos vaza em escola e gera confusão

O suposto vídeo íntimo de uma garota de 13 anos que estaria sendo divulgado entre alunos de uma escola municipal de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, terminou em confusão e com dois adolescentes detidos nessa terça-feira (3). 

MG - Vídeo íntimo de garota de 13 anos vaza em escola e gera confusão
MG – Vídeo íntimo de garota de 13 anos vaza em escola e gera confusão

.

.

O tumulto aconteceu após a gravação, que teria sido feita pela própria adolescente, se espalhar pelos estudantes da Escola Municipal Isabel Nascimento de Mattos, localizada na rua Refinaria União, no bairro Petrolândia. A garota teria perdido o cartão de memória do celular.

Com o tumulto causado na instituição, a Polícia Militar foi acionada. Quando os militares do 18º Batalhão chegaram começaram a ser insultados, sem motivo aparente, por um adolescente de 15 anos. Durante o registro da ocorrência, o menor se debruçou em uma das muretas e cuspiu na cabeça de um guarda municipal.

Um dos funcionários da escola presenciou a ação, identificou o aluno e mostrou aos policiais para qual sala ele havia se dirigido. Os policiais foram até o local e, novamente, foram xingados pelo aluno. Mesmo com a informação que seria detido por desacato à autoridade, o jovem tentou fugir da polícia e foi necessário usar força física para imobilizá-lo.

.

.

Durante a ação, uma outra adolescente de 14 anos, muito nervosa, chegou gritando. Na ocorrência os militares registraram que foram chamados de loucos e que “todos deveriam tomar no c…”. A garota também foi alertada sobre o desacato e, mesmo assim, continuou alterada. Ela também foi detida e ofereceu resistência.

Após serem imobilizados, os jovens, juntos com os responsáveis, foram encaminhados à 6ª Seccional de Contagem, onde foram ouvidos pelo delegado Daniel de Carvalho Isidoro e, em seguida, liberados.

Em entrevista à rádio Itatiaia, o garoto confessou o desacato e alegou que cometeu o ato por “não gostar de polícia e de guardas”.

A direção da escola confirmou a confusão, mas disse que todas as providências foram tomadas e o caso resolvido. A direção também destacou que o adolescente de 15 anos costumava causar tumulto na escola. Ele e a amiga, que também desacatou a polícia, serão suspensos por cinco dias.

.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *