Casa das Apostas Online Betway

PÓS-GRADUAÇÃO PUC MINAS

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Inicio » Internacional » Ásia » Ásia – Adolescente japonesa consegue escapar depois de dois anos em cativeiro

Ásia – Adolescente japonesa consegue escapar depois de dois anos em cativeiro

Uma adolescente japonesa de 15 anos, que estava há dois anos desaparecida, foi encontrada no domingo, em Tóquio, depois de ter ficado em cativeiro na casa de seu sequestrador, um universitário de 23 anos.
Ásia - Adolescente japonesa consegue escapar depois de dois anos em cativeiro
Ásia – Adolescente japonesa consegue escapar depois de dois anos em cativeiro

A jovem ligou para sua mãe de um telefone público depois que fugiu depois que o sequestrador esqueceu de trancar uma porta.

Poucas horas depois de ter contato a polícia, o sequestrador foi encontrado na rua, coberto de sangue.
O homem explicou à política que tentou suicidar-se cortando a garganta, segundo a imprensa local.
A estudante desapareceu em março de 2014. Pouco depois, seus pais receberam duas cartas nas quais ela dizia que ia ficar algum tempo longe de casa e pedia que não a procurassem.
A vítima, que não teve a identidade revelada, contou à polícia que foi sequestrada quando voltava da escola.
Durante anos, seu destino foi um mistério, apesar de seus pais sempre afirmarem que ela havia sido sequestrada e que não deixava o cativeiro por vontade própria.
As primeiras informações não indicam como foram os anos de cativeiro da jovem, durante os quais o sequestrador continuou cursando a universidade.
O suspeito, um apaixonado pela informática e aviação, acaba de se formar na Universidade de Chiba, periferia de Tóquio, e já tinha emprego garantido numa companhia de equipamentos para bombeiros, segundo o canal público NHK.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *