Últimas Notícias

Norte de Minas – Espaço revitalizado favorece agricultores familiares no município de Salinas

Norte de Minas – Espaço revitalizado favorece agricultores familiares no município de Salinas

No pavilhão reformado são vendidos itens como verduras, frutas, legumes, cereais, grãos, rapadura, requeijão e polpa de frutas.

Norte de Minas - Espaço revitalizado favorece agricultores familiares no município de Salinas
Norte de Minas – Espaço revitalizado favorece agricultores familiares no município de Salinas

 

Mais de 500 agricultores familiares de Salinas, no Norte de Minas Gerais, desfrutam agora de um espaço reformado para a comercialização de seus produtos. O novo recinto faz parte do mercado municipal da cidade que passou por obras de revitalização, sendo reinaugurado no último dia primeiro. Batizado de Pavilhão da Agricultura Familiar, a nova área, mais ampla, vai possibilitar aos feirantes mais organização, setorização, cobertura e segurança para o comércio e os consumidores que frequentam o local, uma vez que o expositor será identificado.

“Como parte integrante do colegiado Território do Alto Rio Pardo, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG)participou das discussões, colaborando com a aprovação do projeto para a compra de 300 barracas, que serão padronizadas e da confecção do regimento interno”, explica a coordenadora técnica regional da empresa, Lorena Martins.

Ela acrescenta ainda que a Emater-MG está construindo um programa de apoio e fortalecimento da feira livre. “Diferentes ações estão sendo propostas, como cronograma de capacitações, seminários, feiras agroecológicas, banco de dados dos feirantes e associações representativas deles”, enfatiza.

Segundo a coordenadora, antes da reforma do mercado municipal, os agricultores, camelôs e barracas com alimentos dividiam um mesmo espaço, sem setorização. “A partir da reforma foi construído do lado de fora do mercado, um mini shopping para os camelôs. Do lado de dentro do mercado foi construído um segundo andar, que é a praça de alimentação para as barracas que vendiam almoço e pastéis. Dessa forma, o espaço para a agricultura familiar cresceu”, conclui.

Para a coordenadora da Emater-MG, “a revitalização da área proporciona a valorização do agricultor que trabalha de sol a sol para trazer o que produzem de melhor para a alimentação das famílias do município”. De acordo com Lorena Martins, também é importante ressaltar o aspecto econômico das feiras de agricultura familiar. “Elas representam oportunidades para criar renda, ocupações e desenvolvimento econômico para a região”, argumenta.

A feira da agricultora familiar conta com a participação de exatos 550 agricultores, que vendem produtos como verduras, frutas, legumes, cereais, grãos, rapadura, requeijão, polpa de frutas, frango, cana, ovos, farinha, goma, café, açúcar mascavo, carne, biscoitos, bolos, roscas, cachaça, fumo e artesanato. Ela funciona sexta-feira e sábado, das 5h às 15h. Já o Mercado, que também abriga pontos de lojas, açougue e mercearia, funciona de segunda a sábado.