Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Inicio » Colunistas » Hesiodo José » Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Rapidinha

Um pastor morreu afogado ao tentar andar sobre as águas do Rio Juramento (Juramento –MG). Segundo o jornal The Jurament  Post, Francisco  Kabelo e seus seguidores pegaram um ônibus  e viajaram  por 40 minutos de um bairro de Montes Claros até a cidade da tragédia. Lá, ele disse que imitaria Jesus. Mas assim que se aproximou da água pessoas do local avisaram que tivesse cuidado, após as ultimas chuvas o nível  estava acima do normal. O Pastor Kabelo ignorou e  pediu que formassem uma fila de verdadeiros fiéis atrás dele para segui-lo  ao local mais fundo, sem olhar para trás saiu  na intenção de caminhar, mas afundou nas primeiras passadas, aqueles que estavam na fila esperando o sinal do milagre se voltaram apavorados gritando por socorro, os salva-vidas até conseguiram resgatá-lo, mas apenas depois de duas horas. O óbito já estava confirmado.

A noiva  e o noiado

Ela estava dentro de uma Limusine, vestida de branco, mais linda do que nunca, super ansiosa para o seu casamento, que aconteceria dali alguns minutos, era o sonho da sua vida. O problema é que o pneu do carro furou, não havia estepe e ainda faltavam alguns quilômetros até a igreja escolhida e decorada por ela.  A noiva Angelina  Áurea de Abreu, moradora da cidade de Bom Jesus da Lapa – BA não teve dúvidas. Esticou o dedão na estrada para pedir carona. Pensava consigo que não ia ser um pneu furado que atrapalharia tudo, aquele era o seu dia. O problema é que ela tentando cortar caminho para chegar depressa se perdeu numa rota fora daquela que os carros de padrinhos e conhecidos passariam. Mas finalmente um homem, dirigindo um desses carros grandões de reboque, parou do nada para oferecer  uma carona, ela imediatamente agradeceu a Deus pela ajuda. Mas infelizmente o motorista Jayson Samuel de 42 anos não tinha boas intenções,  transportava  monte drogas misturado a cigarros do Paraguai, já havia denuncia anônima contra ele, ao ser avisado que a policia estava no encalço  apontou uma arma para Angelina e a obrigou tirar toda a roupa, com medo à noiva se despiu e passou a fazer gestos obscenos para quem passasse tudo sob a mira do revolver, até que se formou um congestionamento em volta daquele carro impedindo que a policia chegasse próximo. Jayson escapou levando ela para outro carro que dava apoio e foram parar em uma fazenda de nudismo, com medo Angelina sujeitou-se as vontades do homem que colocou ligou o  rock’n roll e fez sexo com ela, ainda bebeu Bacardi puro  e usou drogas.  Aproveitando um momento de descuido quando ele batia cabeça ao som  do Led Zeppelin, tomou-lhe a arma e o matou. Viria outra confusão a seguir, Jayson era conhecido daqueles moradores e eles  tentaram linchá-la.  Por sorte escapou no lombo de um búfalo que um tratador de animais amansava, longe dali, nua e com medo, foi para a casa do rapaz que morava sozinho em um rancho, agradecida tomou banho jantou e tomou vinho nos braços dele.  Depois que fizeram amor durante horas ela se  despediu  dizendo que era comprometida, precisava voltar para casar-se. Ele não conseguia acreditar que alguém que acabara de mostrar  tanto fogo com ele, fosse  realmente noiva. Irado, bebeu muito para tomar coragem e dizer, “Se não for minha não será de mais ninguém” Mas devido seu estado de embriaguez ela conseguiu lhe derrubar com uma madeirada na cabeça e tomar-lhe a faca, matando-o com um golpe no pescoço. Vestiu o que achou no velho guarda-roupa e fugiu deixando um rastro de sangue, mas acontece que os moradores da fazenda de nudismo estavam à procura dela para vingar a morte de Jayson, quando  avistada fugiu dirigindo um Jipe que estava na beira da estrada com a chave na ignição. Desta vez conseguiu chegar à igreja. Apesar de tudo estava se sentindo feliz pela volta, mas sua própria mãe a tinha como  rival, por sua  excitação pelo  genro havia mentido ao dizer a ele que fora abandonado por ela. Agora foragida da policia e jurada de morte pelos peladões da fazenda, Angelina tinha poucas chances de sucessos, teria que fugir, mas precisava de dinheiro, foi ai que  convidou um viciado em crack para ajudá-la explodir o caixa eletrônico da Padaria, mas antes tomou um litro de vodka para tomar coragem. Na hora acendeu o pavio do lado errado e foi pelos ares junto com o noiado que queria apenas dez reais para comprar duas pedras. Jornais duvidam da versão e dizem que Angelina havia se convertido ao Estado Islâmico.

Riso da Hora

Numa grande festa de casamento, a noiva chama a mãe, e lhe fala,
– mãe eu não sou mais virgem, se o joaquim descobrir ele vai me matar.
A mãe  muito puta da vida ;
-Mas só agora é que você vem me dizer minha filha?.
A  mãe muito experiente arranjou logo a solução.
-Minha filha, você pega aquele plástico que reveste a salsicha e introduz tudo na sua vagina. E plástico tinha bastante, pois tinha muito cachorro quente na festa. O joaquim quando for meter o membro dele em você ele vai notar que você está apertadinha, e não vai perceber. A festa terminou as altas horas da madruga e o Joaquim  já não agüentava  mais de tanta ansiedade,e foram para a bendita lua de mel. Nem esperou ela tomar banho, tirou logo a roupa dela, e foi   introduzindo seu pênis  que já estava quase três vezes do tamanho quando mole. Nisso ele ouviu aquele barulho, “ploft,”
– O que é isso menina?  – É o meu cabaço joaquim
– Que é o seu cabaço, ora eu sei,mas eu só quero saber quem foi que escreveu nele, salsicharia flor de madureira.

Fica assim, amanhã tem mais…

Por Hesiodo José

Hesiodo José
Hesiodo José

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *