Inicio » Montes Claros » Montes Claros Vôlei fica fora do pódio no Sul-Americano de clubes

Montes Claros Vôlei fica fora do pódio no Sul-Americano de clubes

Montes Claros Vôlei fica fora do pódio no Sul-Americano de clubes

O terceiro lugar serviria como um prêmio de consolação. Nenhum dos grandes que chegaram para o Sul-Americano de clubes de vôlei masculino gostaria de estar nesta posição. O foco sempre foi na final, quando um belo capítulo poderia ser escrito em decisão de jogo único.

Montes Claros não se recupera de derrota na semi e fica fora do pódio
Montes Claros não se recupera de derrota na semi e fica fora do pódio.

 

Os esforços de Montes Claros Vôlei e UPCN (ARG) foram louváveis, mas insuficientes para confirmar presença no jogo mais importante do campeonato. Restou mostrar a dignidade para fazer seu melhor em busca de uma despedida com medalha no peito.

Poucas horas após uma partida desgastante contra o Bolívar, pela semifinal, o Montes Claros tentou superar as dificuldades físicas para tentar fechar o campeonato com o melhor resultado possível. Substituições foram a solução para o técnico Marcelinho Ramos, que viu Robinho e Jonatas não reunirem condições de jogo. Dianini e Alê entraram no lugar, mas pouco puderam fazer.

Parecendo ter sentindo o ‘baque’ do dia anterior, o Montes Claros não mostrou o jogo vibrante e agressivo que costuma fazer dentro de casa. Com a defesa batendo cabeça por mais de uma vez, os brasileiros caíram em três sets (25/22, 25/19 e 25/23).

Quando estiveram atrás, os mineiros não conseguiram mostrar poder de reação. E nos momentos de vantagem, como no 10 a 6 no segundo set, não foram bem para manter a dianteira no placar.

Mais inteiro nas jogadas, o UPCN se sentiu confortável do começo ao fim, vendo do outro lado um adversário sem muita confiança. A torcida chegou a gritar ‘vamos gritar MOC’ no terceiro set, quando a vitória argentina era praticamente certa. O destino final do time do Norte de Minas no Sul-Americano não foi outro senão nova derrota e uma campanha de quatro jogos e três derrotas.

O terceiro lugar para os argentinos minimiza o desconforto por estar fora da final. Diante de rivais que se mostraram superiores, como Sada Cruzeiro e Bolívar, o bronze ficou de bom tamanho para o elenco de San Juan. Ao MOC, resta voltar suas atenções na Superliga onde ocupa a quinta posição faltando poucas rodadas para o fim do returno e início dos play-offs.

Escalações

Montes Claros Vôlei: Murilo Radke, Luan, Salsa, Dianini, Bob e Alê.
Entraram: Índio e Wanderson.
Técnico: Marcelinho Ramos

UPCN: Brajkovic, Uchikov, Gustavão, Ramos, Filardi, Lazo e Garrocq.
Entraram: Scholtis, Kindgard e Vildosola.
Técnico: Fabián Armoa

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *