POS ON-LINE PUC MINAS

Cultura Moc – Noite especial vai relembrar vida e morte de Igor Xavier

Cultura Moc – Noite especial vai relembrar vida e morte de Igor Xavier

Se estivesse vivo, bailarino completaria 44 anos. Ele foi assassinado e o seu algoz ainda está em liberdade.

Cultura Moc - Noite especial vai relembrar vida e morte de Igor Xavier
Cultura Moc – Noite especial vai relembrar vida e morte de Igor Xavier

 

Durante uma década e meia, a família do bailarino Igor Xavier sempre buscou por justiça e, ao mesmo tempo, realiza no mês de março, eventos culturais para relembrar o seu legado e trajetória cultural, mas sem esquecer o brutal assassinato ocorrido em fevereiro de 2002.

Este ano, familiares e amigos vão realizar o “Acontecimento Igor Xavier”, que vai acontecer no dia 15 de março, às 21h, no Espaço Cultural Quintal Avenida, na Deputado Esteves Rodrigues, 410, centro.

Aroldo Pereira, um dos organizadores do acontecimento – junto com a mãe do bailarino assassinado Marlene Xavier – conta que irão participar bailarinos, poetas, músicos, videastas, familiares e amigos com performances e apresentações com vídeos do Igor Xavier intercaladas com as apresentações ao vivo.

“Dia 15 de março será uma celebração pela arte, invenção e alegria do coreógrafo, ator e bailarino Igor Leonardo Lacerda Xavier que se vivo estivesse, completaria 44 anos. Igor se apresentou por diversas vezes em anos diferentes na programação do Salão Nacional de Poesia Psiu Poético, no Balé Jaqueline Pereira, Balé de Montes Claros, no espetáculo teatral “Ilda Furacão, Festival Internacional de Teatro de Belo Horizonte (FIT-BH), no Teatro Universitário com Joba Costa e em diversos outros acontecimentos culturais em Montes Claros, Minas Gerais e do Brasil”, explica Aroldo Pereira.

Na noite de homenagem estarão participando artistas como Lívian Venturini, Erika Noah, Sarah Viana, Safroa Reguilida, Cláudia Rocha, Arlete Aguiar, Aroldo Pereira, Mara David, Jaqueline Pereira, Romildo Mendes, Yure Yuck, Dayanne Santos, Cevisa, Macim Soares, Fernando Gontijo, Márcio Caldeira, Sarah Sanches, Fabrício Tolentino, entre outros.

Entenda o caso

O bailarino Igor Leonardo Lacerda Xavier foi assassinado em 28 de fevereiro de 2002 pelo réu confesso Ricardo Atayde de Vasconcelos, de 61 anos. O assassino foi condenado a 14 anos de prisão por homicídio duplamente qualificado em 27 de agosto de 2013.

A defesa recorreu e conseguiu reduzir a sentença para 12 anos e o condenado aguardou o recurso em liberdade. Já o seu filho, Diego Rodrigo Atayde Vasconcelos foi absolvido da acusação.

O julgamento já havia sido adiado duas vezes. O crime ocorreu há 15 anos em Montes Claros. O corpo de Igor foi encontrado em uma estrada, próxima à cidade.

Em 16 de dezembro de 2016, o assassino confesso chegou a ser preso pela Polícia Civil em um apartamento no Bairro Sion, em Belo Horizonte, e transferido para Montes Claros, onde ficou preso até o dia 22 do mesmo mês no Presídio Regional da cidade.

A sua defesa entrou com um pedido de recurso sendo aceito e solto através de uma liminar expedida pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Marlene Xavier diz que jamais irá se cansar até ver o assassino do seu filho definitivamente preso atrás das grades. “Mesmo sabendo que isso não irá trazer meu filho de volta, não vou descansar até que se faça justiça. Isso é por Igor e por todas as outras mães e pais que sofreram pela perda brutal e covarde como sofri. Pelo fim da impunidade e pelo fim da homofobia”, destacou a mãe do bailarino.

Por Wesley Gonçalves