Últimas Notícias

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

PRESOS VÃO TRABALHAR

Graças ao empenho do promotor Paulo César Vicente de Lima, foi acertado um acordo entre o sistema carcerário de Montes Claros e a prefeitura para que presos em regime semiaberto sejam utilizados em recuperação e manutenção das praças e parques do município. O trabalho de ressocialização, que começa nesta terça-feira, contará com 20 apenados e, dentro de 30 dias, este número chegará a 50. A seleção tem sido feita de forma minuciosa. Os presos escolhidos vão receber ¾ de um salário, além da diminuição na pena. Os recursos para o pagamento foram conseguidos pelo próprio Ministério Público.

 

DISTRITO INDUSTRIAL INVADIDO

Segundo apurou a coluna, 20% da área original do Distrito Industrial de Montes Claros foi invadida por empresas ali instaladas. Levantamentos neste sentido estão em fase de conclusão e deverão ser discutidos caso a caso. Várias das empresas instaladas irregularmente terão que deixar o local ou buscar um acordo com a prefeitura. Aliás, informação que chegou à coluna dá conta de que inclusive existe área invadida por particular que foi transformada em residência. Suspeita da existência inclusive de invasão por pessoas ligadas a prefeitura.

 

FALTA REMÉDIO NO HOSPITAL

O Hospital Dilson Godinho, até então considerado uma das referências no atendimento aos pacientes com câncer, vem passando por dificuldades. É que, segundo várias queixas que chegaram à coluna, está faltando medicamento para atender ao setor de oncologia. A informação é de que o problema de falta de medicamentos também vem acontecendo com outros hospitais. O que chama a atenção é o fato de os hospitais receberem do SUS recursos pelos medicamentos que são utilizados. Aliás, por questão de justiça, vale lembrar que a falta de medicamento vem atingindo todos os hospitais da cidade. Como não existe fiscalização e nem punição, a coisa vai andando.

 

FRIGORÍFICOS

A fiscalização da carne que é consumida em Montes Claros deixará de ser feita pelo setor sanitário da Prefeitura. É que foi assinado um termo de cooperação para que os frigoríficos passem a ser fiscalizados pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). Vale lembrar que a cidade conta com dois frigoríficos que abatem bovinos e um que abate suínos, além de várias empresas que abatem frangos.

 

COPASA RURAL

Já no próximo mês, a Copasa em Montes Claros passará efetivamente a responder pelo abastecimento de água nos distritos. Conforme cronograma, dentro de 40 dias, o atendimento em São Pedro das Garças passa a ser feito pela empresa. Na sequência, ainda neste primeiro semestre, será a vez da comunidade de Aparecida do Mundo Novo. O distrito de Santa Rosa de Lima receberá os serviços ainda este ano, mas no segundo semestre.

 

ESTRADA DE JURAMENTO

Temos recebido diversas queixas de moradores de juramento, de proprietários de terrenos na estrada que dá acesso ao município, que tem sido constante o registro de acidente na estrada, inclusive com óbito. A queixa é a deficiência na sinalização, falta de acostamento e a própria largura da estrada. Entre os pedidos específicos está necessidade de placa e redutor de velocidade no km 8.

ILUMINAÇÃO

Que a queixa tem sido geral em relação ao atraso na troca de lâmpadas em Montes Claros, isso ninguém tem dúvida. De qualquer forma, o importante é que a direção da Esurb tem prestado conta da atual situação, o que já é um avanço. Ontem, a coluna foi informada de que a praça da Matriz já recebeu todos os reparos e que seria a vez de resolver o problema na rua Dr. Santos.

 

REUNIÕES EM BRASÍLIA

Nesta terça e quarta-feira, estaremos acompanhando vereadores de Montes Claros e de cidades do Norte de Minas, bem como deputados estaduais e federais votados na região, em audiências na capital federal. Na pauta, além de audiência sobre o cerrado do Norte de Minas, na Câmara Federal, acompanharemos a entrega de documento de vereadores a Comissão da Reforma da Previdência. Também está agendada encontro no Ministério da Saúde e no Ministério da Integração Nacional. Na edição de quarta e quinta-feira divulgaremos o resultado dos encontros em Brasília-DF.

DEBATE SOBRE O CERRADO

Já a partir das 14 horas de hoje estaremos na Câmara Federal fazendo a cobertura da audiência pública sobre o Cerrado brasileiro, que baseia em estudo e levantamentos feitos pela Universidade Estadual de Montes Claros, Unimontes. A audiência foi solicitada pelo deputado federal Zé Silva (Solidariedade), membro titular da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. A professora da Unimontes, Maria das Dores Magalhães Veloso, será a responsável pela exposição em relação à situação das veredas do Cerrado brasileiro. A palestrante é doutora em engenharia florestal.

Aldeci Xavier
Aldeci Xavier