Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Cultura Moc – Grupo da Unimontes grava CD com chorinhos inéditos de Téo Azevedo

Cultura Moc – Grupo da Unimontes grava CD com chorinhos inéditos de Téo Azevedo

Cultura Moc - Grupo da Unimontes grava CD com chorinhos inéditos de Téo Azevedo
Cultura Moc – Grupo da Unimontes grava CD com chorinhos inéditos de Téo Azevedo

 

A divulgação da música regional do Norte de Minas, preservando suas características originais. Com este propósito, a Universidade Estadual de Montes Claros, por intermédio do Projeto Roda de Choro, em parceria com o Conservatório Estadual de Musica Lorenzo Fernandez (CELF), lancará o CD “Choro do Cerrado”, com gravações inéditas de músicas do cantor e compositor norte-mineiro Téo Azevedo. O lançamento da produção musical deverá ocorrer no segundo semestre.

Além de 12 músicas inéditas do compositor, violeiro e cantador, como Téo Azevedo se define, o CD “Choro do Cerrado” contará com composições de autoria de dois grandes nomes da cultura regional: “Amo-te muito”, do compositor de seresta João Chaves; e “Rebenta Boi”, poema de autoria do escritor Cândido Canela – em parceria com o próprio Téo Azevedo.

A música “Amo-te Muito” é interpretada pela solista Cristiane Faria Franco, do curso de Artes/Música da Unimontes. “Rebenta Boi” é interpretação de Daniel Marcelo, com a participação da cantora Juliana Peres.

Conforme explica a professora e produtora musical Rachel Tupinambá de Ulhôa, do projeto Roda de Choro, os trabalhos para a gravação do CD foram iniciados em 2016, numa iniciativa do próprio Téo Azevedo. Ele convidou o Grupo Roda de Choro para gravar os seus chorinhos inéditos. Por sua vez, o grupo da Unimontes estendeu o convite aos músicos instrumentais do Conservatório Lorenzo Fernandez. A gravação do CD conta com a participação do professor Luciano Cândido, da coordenação do grupo musical da Unimontes.

Criado em 2003, o Roda de Choro constitui-se em um projeto de extensão da Universidade Estadual de Montes Claros, vinculado ao Departamento de Artes. O projeto tem como propósito aglutinar músicos, estimular a formação de grupos e a prática da música instrumental brasileira. Busca promover o desenvolvimento musical e cultural dos participantes, oferecendo a oportunidade para a valorização do acervo musical nacional e regional, proporcionando a descoberta de novos talentos. O grupo é composto por professores e alunos da Unimontes, egressos e por músicos convidados.

PRODUÇÃO INÉDITA E ESTILOS REGIONAIS

A importância da produção do CD “Choro do Cerrado” é destacada por Téo Azevedo, um dos maiores expoentes da música regional do Norte de Minas. Ele é conhecido por sua música e pela defesa do cerrado, da cultura e do povo norte-mineiro. “Este é um trabalho diferente que faço”, afirma Azevedo, lembrando que em mais de 50 anos de carreira, é a primeira vez que são gravadas música de chorinho de sua autoria.

“O CD traz realmente o choro do cerrado, com influência dos vários ritmos da música de raiz como o lundu, o guaiano, o batuque e outras manifestações folclóricas”, enfatiza o compositor. Ele informa que as gravações foram feitas em Montes Claros e em São Paulo, onde a produção foi finalizada.

MÚSICOS PARTICIPANTES

Téo Azevedo disse que, a convite dele, participou da gravação do CD “Choro do Cerrado” Toninho Ferreguitti, considerado, atualmente, um dos maiores acordeonistas do Brasil e apontado como substituto de Dominguinhos (in memoriam). Raôni Nunes é um dos assessores de produção e Luciano Cândido assina, ainda, a direção musical ao lado do próprio Téo.

Os outros músicos que participaram da gravação do CD foram Marcelo Andrade (sopro e quarteto), Giordano Pinheiro (violão e arranjos), Cláudio Mineiro (pandeiro), Emanuel Oliveira (piano), Jorbert Narciso (violão e guitarra), Jonathan Pinheiro (cavaquinho), Luciano Cândido (sopro), Nyllo Rocha (acordeon), Reginaldo Martins (violão de sete cordas) e Thomas Ferrnandes (contrabaixo).