Inicio » Mais Seções » Curiosidades » MG – Homem fica 15 anos com pinça dentro do corpo

MG – Homem fica 15 anos com pinça dentro do corpo

MG – Homem fica 15 anos com pinça dentro do corpo

Um homem de 41 anos passou 15 anos com uma pinça no abdômem após uma cirurgia em Juiz de Fora, na Zona da Mata de Minas Gerais, em 2002. Ele só descobriu o objeto, na última quarta-feira (4) quando sentiu dores abdominais e os médicos suspeitaram de uma inflamação no apêndice. Após fazer uma radiografia , o objeto foi descoberto.

Pinça apontava para o coração
Pinça apontava para o coração

 

A imagem feita na semana passada no Hospital de Pronto Socorro (HPS) da cidade mostrou  que o tem aproximadamente 16 centímetros de comprimento. A pinça estava apontada para o coração do paciente.

O ajudante de caminhão  Ivanildo de Oliveira, de 41 anos, contou que a operação feita em 2002 ocorreu após um assalto. “Eu estava andando de bicicleta e um homem veio me assaltar, eu reagi e ele me esfaqueou. Fui levado ao hospital e passei por uma cirurgia, foi quando esqueceram a pinça”, contou. A operação ocorreu no Hospital Municipal Silveira Ramos de Juiz de Fora.

Ivanildo conta que nunca tinha sentido nenhum incômodo em decorrência da pinça, no entanto, nos últimos dias ele foi ajudar um um colega a levantar um freezer e sentiu uma pontada. Desde então ele ficou com muitas dores e procurou o HPS de Juiz de Fora. Ele passou por uma cirurgia na última quinta-feira (5) e recebeu alta no domingo (8).

O Hospital Municipal, que realizou a cirurgia já não existe mais, a Secretaria de Saúde da cidade informou que aguarda a manifestação do paciente para iniciar a apuração e do ocorrido e, disse ainda, se coloca totalmente à disposição para ajudar no que for preciso. Ivanildo guardou a pinça e disse que pretende processar os responsáveis pelo ocorrido.


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaços abaixo são destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail valido).



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *