Publicidade FENICS 2108 - RESERVE JÁ,JÁ, SEU STAND!  

PUBLICIDADE

COPASA - MONTES CLAROS
Inicio » Minas Gerais » MG – Justiça nega pedido do goleiro Bruno para acompanhar nascimento da filha

MG – Justiça nega pedido do goleiro Bruno para acompanhar nascimento da filha

MG – Justiça nega pedido do goleiro Bruno para acompanhar nascimento da filha

O goleiro Bruno Fernandes teve o pedido para acompanhar o nascimento da filha negado pela Justiça de Varginha, nessa terça-feira (5). 

MG - Justiça nega pedido do goleiro Bruno para acompanhar nascimento da filha
MG – Justiça nega pedido do goleiro Bruno para acompanhar nascimento da filha

 

A defesa do atleta solicitou a liberação de Bruno apenas durante o parto, mas o juiz Maurício Navarro Bandeiro de Mello não autorizou, conforme informações do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Esse será o primeiro filho com  Ingrid Calheiros e o quarto do goleiro que já tem duas meninas com a ex-esposa Dayanne de Souza, além do menino com Eliza Samudio.

Bruno e Ingrid estão juntos desde 2008. O casamento foi realizado, no ano passado, na Apac de Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Lúcio Adolfo, advogado do goleiro, confirmou a informação, mas não informou a data de nascimento da menina.

Leia Também

Carreta Brahma chega ao norte de Minas para animar galera antes da Expomontes

Carreta Brahma chega ao norte de Minas para animar galera antes da Expomontes

* Por: Jornal Montes Claros - 20 de junho de 2018. Carreta Brahma chega ao …

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas. O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *