Publicidade
FENICS 2108 - RESERVE JÁ,JÁ, SEU STAND!  
InterServer Web Hosting and VPS
Inicio » Colunistas » Adilson Cardoso » Coluna do Adilson Cardoso – Amargas Promessas (Parte l)

Coluna do Adilson Cardoso – Amargas Promessas (Parte l)

Coluna do Adilson Cardoso – Amargas Promessas (Parte l)

Clinica de repouso mental Normando Ipiranga dizia a placa em vermelho e preto. A fila era longa, faltavam quinze minutos para ás quatorze horas, o porteiro pedia documentos de forma robótica como se falasse com máquinas de refrigerantes, ao seu lado um vigia gordo de uniforme azul e olhos inchados, característicos de quem não dispensa uma cachaça nos finais de expediente, sorteava em seus intrínsecos critérios alguns para serem revistados, todavia entre eles nenhuma mulher bonita era convidada á abrir sua bolsa. Eu levava cigarros e uma revista de sexo com capa descaracterizada, fui um dos infelizardos a ser sabatinado pelo vigia cachaceiro, mostrei sem problemas na certeza de que ele não abriria a revista para flagrar o miolo, a falsa capa tinha a cara do Fernando Henrique Cardoso. Notei que meus sentidos não se enganaram em relação as suas preferências pelo álcool, seu hálito emanava algo repugnante, misto de bebida alcoólica, cigarro e bala de hortelã.

— Tá liberado! – Repetiu mais uma vez com seu bafo infestando o ar.

Quarto 11, leito 62. Ézio B. S, tinha um pedaço de papel sujo nas mãos, uma tira rasgada de uma folha de revista, o rosto da atriz Yoná Magalhães aparecia exuberante com um sorriso esmeraldo. Bati em seu ombro, mas ele continuou imóvel profundamente mergulhado naquela ilha de beleza, chamei pelo seu nome e senti sua emersão sem surpresas na face.

— O nome dela é Tonha, eu já assisti Tieta do Agreste! É bonita não é? Quando eu acertar a boa, vou me casar com ela! – Disse colocando a tira de papel cuidadosamente embaixo do travesseiro.

Ezio não tem mais ninguém, além da minha visita bimestral, a mãe e o padastro se mudaram para um sitio no interior de São Paulo e as duas irmãs em Curitiba, o restante da família todos os dias acende uma vela para que o diabo carregue sua alma o quanto antes. Admito que esteja cada vez mais difícil visitá-lo, não tenho paciência necessária para embarcar nos seus delírios, ou nos seus ardis tentando se fazer de louco. Infelizmente lhe devo uma obrigação e prometi pagá-la. Mas, estou a ponto de mandar as favas. Ano de 2002 e eu com vinte e alguns anos, pensando todos os dias em sair daquela mesmice em que me encontrava, sonhava em conhecer o exterior, visitar a Torre Eiffel, andar pelos canais de Veneza, tomar um drink aos pés da Estátua da Liberdade e peregrinar pelo vale do Gisé saudando as gigantescas Pirâmides. Parecia tudo impossível até o momento em que conheci dois Peruanos de passagem pela cidade, vendiam artesanatos e aliciavam “Mulas” para transportar drogas para a Espanha. A primeira oferta girava em torno de vinte mil reais, mas para eu não titubear houvera uma progressão chegando a cinquenta mil, uma mala de cocaína, pegar entregar e receber o pagamento no ato do desembarque no Aeroporto de Madri. No dia seguinte eu estava subindo as escadas do prédio dos puteiros na Rua dos Andradas, centro de São Paulo. Desviei de algumas garotas, senhoras e idosas que expunham seus produtos para o comércio ao longo dos corredores.

 

Adilson Cardoso
Adilson Cardoso

Leia Também

Aproveite as promoções de pacotes para Porto Seguro

* Por: da redação - 14 de agosto de 2018. Aproveite as promoções de pacotes …

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas. O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

InterServer Web Hosting and VPS
);