FENICS 2019 - ACI

Inicio » Últimas » MG – Ipatinga registra primeira morte por chikungunya

MG – Ipatinga registra primeira morte por chikungunya

MG – Ipatinga registra primeira morte por chikungunya

A Secretaria Municipal de Saúde de Ipatinga, no Vale do Aço, confirmou nesta terça-feira (19) o primeiro óbito por chikungunya na cidade. A confirmação foi entregue à pasta na última sexta-feira (15) após o resultado do exame laboratorial realizado pela Fundação Ezequiel Dias. 

Mosquito Aedes aegypti é o transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus
Mosquito Aedes aegypti é o transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus

 

Apesar de o município confirmar a morte, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) ainda não foi notificada sobre o caso. Em boletim divulgado na segunda-feira (18), o governo confirma que o Estado teve 12 mortes neste ano em decorrência da doença. Grande parte dos casos ocorreu na região de Governador Valadares, no Vale do Rio Doce.

Vítima

A Prefeitura de Ipatinga informou que a vítima era um homem de 67 anos, portador de hipertensão e morador do bairro Bethânia. Ainda de acordo com a pasta, os exames apontaram que o paciente “apresentava, inicialmente, sintoma de febre, que evoluiu para um quadro clínico de prostração, seguido de insuficiência renal aguda e também respiratória. O óbito ocorreu em 31 de julho deste ano, mas só agora foi concluída a investigação”.

O executivo municipal informou que, neste ano, a cidade contabiliza 1.556 casos confirmados de dengue, 991 de chikungunya e 63 notificações de zika. O resultado do último Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti (Liraa) apontou infestação de 1,5%, ou seja, a cada 100 imóveis visitados, cerca de dois apresentaram focos do mosquito Aedes Aegypti.

O município confirmou que está em estado de alerta contra o Aedes. “Na próxima semana, os Agentes de Combate a Endemias do Centro de Controle de Zoonoses realizarão nas lojas de ferro-velho, no bairro Iguaçu, bloqueio químico com fumacê costal. A ação será importante para erradicar o mosquito já na fase adulta”, informou por meio de nota.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *