FENICS 2019 - ACI

Inicio » Últimas » MG – Criança de 2 anos é espancada até a morte pelo vizinho

MG – Criança de 2 anos é espancada até a morte pelo vizinho

MG – Criança de 2 anos é espancada até a morte pelo vizinho

O que era para ser um café da tarde na casa de uma vizinha terminou em tragédia. Enquanto a mãe de Mirelly Cristina Silva de Almeida, de 2 anos, estava conversando na varanda da fazenda da amiga, a pequena estava sendo espancada e morta na cozinha pelo lavrador e dono da casa de 49 anos, na fazenda Boa Vista, na região de Córrego Boleira, na zona rural da cidade de Jampruca, na região do Vale do Rio Doce, em Minas Gerais, no início da noite desse sábado.

MG - Criança de 2 anos é espancada até a morte pelo vizinho
MG – Criança de 2 anos é espancada até a morte pelo vizinho

 

Segundo informações de um investigador da Polícia Civil da cidade, que pediu para não ser identificado na matéria, a mãe de Mireli, Cristiane Vilanova Silva Almeida, 27, contou que, enquanto estava conversando na varanda com a amiga, foi alertada por um dos quatro filhos que a pequena estava sendo agredida. “Eles chegaram correndo, gritando: “mãe, mãe, Mirelly vai morrer. ‘Tão’ acabando com ela”, relatou a mãe aos policiais.

Quando chegou ao local, Cristiane contou que ainda viu o lavrador jogando a menina no chão da cozinha. Segundo o que a mãe disse aos policiais, a filha já estava desacordada após ser lançada ao chão. Os irmãos do autor tentaram fazer com que a menina reagisse e chamaram a ambulância e a Polícia Militar.

Ainda segundo o policial civil, a criança foi levada até o posto de saúde da cidade, onde o médico constatou que ela já estava morta. Ela teve traumatismo craniano, segundo a polícia. O corpo da vítima foi encaminhado para o IML da cidade para ser analisado por uma perícia técnica e foi levado para uma funerária em Governador Valadares, na região do Rio Doce. Já o homem, após ser preso em flagrante, foi encaminhado para a delegacia e levado para o presídio de Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri.

Ainda não se sabe o que motivou as agressões. Segundo parentes, há cerca de dois anos o lavrador usa remédios controlados e sofre de problemas mentais, mas não especificaram qual seria o problema nem os remédios que o autor usa. A polícia ainda contou que ele morava na fazenda com a mulher, irmãos e a mãe dele.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *