Últimas Notícias
Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Dentista é preso por pedofilia em Montes Claros

Montes Claros – Dentista é preso por pedofilia em Montes Claros

Montes Claros – Dentista é preso por pedofilia em Montes Claros

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã de ontem, a operação “Vida Digna”, que combate a exploração sexual de crianças e adolescentes. Quatro mandados de prisão foram expedidos nas cidades de Montes Claros, Francisco Sá e Pirapora. Dois homens foram presos em flagrante por receber e compartilhar pornografia infantil na internet.

OPERAÇÃO - O material apreendido contém cenas de sexo explícito
OPERAÇÃO – O material apreendido contém cenas de sexo explícito

 

Os suspeitos não têm ligação: um homem de 56 anos que mora no município de Francisco Sá e trabalha com contabilidade, e um dentista de Montes Claros, de 45 anos, residente no bairro Augusta Mota.

A investigação, que teve início em outubro de 2017, quebrou o sigilo telemático, monitorando as redes sociais de possíveis suspeitos que recebiam e compartilhavam imagens de menores de idade em cenas de sexo. De acordo com o previsto no Artigo 41 do Estatuto da Criança e do Adolescente, os suspeitos podem pegar até seis anos de prisão.

As imagens são chocantes e mostram meninas com menos de dez anos de idade totalmente nuas em situações de sexo explícito. Segundo a PF, ainda não se sabe se as fotos foram feitas pelos homens detidos ou se foram recebidas. O material será analisado em Belo Horizonte para identificar a origem dos arquivos e para quais redes foi enviado.

Investigados

Dois homens de Pirapora não chegaram a ser presos porque a PF não encontrou material criminoso durante busca e apreensão na casa deles. Contudo, foram apreendidos HDs e notebook que passarão por perícia, e, com o uso da tecnologia, são recuperados imagens e vídeos recentemente apagados.

Os dois suspeitos presos foram encaminhados para o presídio Regional Jaraguá. Eles confessaram ter enviado e recebido as imagens. Ainda não se sabe se ambos mantinham relações sexuais com menores de idade.

Também foram aprendidos com eles três HDs, um notebook, dois celulares, seis CDs, cinco pen-drives e 63 CPFs que darão início a outra investigação.

GLASNOST

A participação de pessoas na região em redes de pedofilia não é novidade. Em julho do ano passado a “Operação Glasnost” prendeu um estudante em Montes Claros que participava de rede de pedofilia num site russo. O crime era cometido seguindo mesmo “modus operandi”, com a distribuição de conteúdo pornográfico de menores.

A PF alerta que a pedofilia sempre é uma atitude praticada em grupo, pois além do abusador, tem quem filma e ou/fotografa, os que recebem o material e os que compartilham. Todas essas ações são consideradas crimes graves. A recomendação é que quando esse tipo de arquivo for recebido, o usuário deve apagá-lo e acionar a polícia.

Por Christine Antonini

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *