Semana Global do Empreendedorismo - CLIQUE AQUI

Últimas Notícias
Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Minas Gerais » Belo Horizonte » MG -Grupo é preso suspeito de executar policial militar em Contagem

MG -Grupo é preso suspeito de executar policial militar em Contagem

MG -Grupo é preso suspeito de executar policial militar em Contagem

Três pessoas de 20, 22 e 27 anos foram presas e dois adolescentes de 17 anos apreendidos, nesse domingo (04), suspeitos de participarem da morte de um policial militar no bairro Parque São João, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O crime ocorreu na madrugada de sábado (03).

Arma utilizada no crime estava escondida em casa de adolescente
Arma utilizada no crime estava escondida em casa de adolescente

 

O homicídio teria sido motivado porque o soldado Rogerys Júnio Gonzaga dos Reis, de 22 anos, teria se recusado a sair do carro. Segundo a Polícia Militar, o policial estava no bairro para buscar a namorada que mora próximo a um aglomerado. Um dos suspeitos de 27 anos, não teria gostado que a vítima chegasse no local com os vidros do veículo fechados e com a luz interna do carro apagada. Indagado, o policial teria pedido desculpas, se identificado e explicado que estava buscando a namorada.

Horas depois, o policial voltou com a namorada. O suspeito teria determinado que ele saísse do veículo, com a recusa da vítima, o homem acabou atirando contra o carro do militar, que morreu na hora.

O suspeito foi preso e, de acordo com a polícia, confessou o crime. Segundo a corporação, ele estava escondido no sítio da família da namorada dele, de 22 anos, na zona rural de Caeté, na região Central de Minas e também foi presa. Após a prisão do casal, a polícia prendeu o primo da suspeita, de 20 anos, que também teria participado da abordagem ao soldado.

Militares do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitana (Rotam) informaram que os dois adolescentes foram responsáveis por guardarem a arma utilizada na execução. A pistola calibre 380 foi localizada em um filtro na casa de um dos jovens sem munição.  D.

Para a polícia, o suspeito disse que não sabia que a vítima era militar e que achava que se tratava de um integrante de uma gangue rival ligada ao tráfico de drogas.  Todos os detidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Contagem.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *