FENICS 2019 - ACI

Obtenha mais clientes com a sua ficha do Google

Inicio » Colunistas » Pe. Ezequiel Dal Pozzo » Coluna do Pe. Ezequiel Dal Pozzo – Impactados pelo estresse

Coluna do Pe. Ezequiel Dal Pozzo – Impactados pelo estresse

Coluna do Pe. Ezequiel Dal Pozzo – Impactados pelo estresse

A vida nos coloca num ritmo frenético e estressante. Ficamos tão acostumados com ele que temos dificuldade de parar, tirar férias, não utilizar o celular, afastar-se das redes sociais. Muitas pessoas ficam emocionalmente perturbadas e angustiadas com esse ritmo. São comuns os transtornos ligados à ansiedade, ao medo, ciúmes, esgotamentos, etc. Segundo estudos da psicologia e da mente, estamos adoecendo coletivamente e não estamos nos dando conta. Muitas pessoas estão construindo para si uma bomba para a saúde emocional. Adolescentes e adultos, no mundo todo, sofrem da síndrome do pensamento acelerado. O turbilhão de informações e de estímulos é tão grande que não conseguimos mais descansar, acalmar o pensamento. São tantas informações que chegam como um “enxame de abelhas”. Torna-se difícil defender-se porque são muitas e ao mesmo tempo.

Crianças já demonstram transtorno de sono. Acordam cansadas. Ficam horas e horas no celular, sem nenhuma restrição. Adolescentes e jovens já não viciam somente em drogas, mas em celular e redes sociais. Ficar um dia sem acessar pode criar uma crise de ansiedade. Adultos sofrem por antecipação e ruminam mágoas e vivências negativas que as impedem de contemplar o belo e demonstrar alegria. Aprender a ter autocontrole é urgente e fundamental. O único momento que temos para viver e viver com qualidade é o presente. Não podemos carregar todas às magoas do passado e nem sofrer por antecipação pelo futuro. É possível ter uma mente livre, uma emoção equilibrada e sermos felizes.

O pior escravo não é aquele que está algemado por alguém, mas aquele que está internamente algemado, pelas algemas de suas próprias emoções e pensamentos traumáticos. A maior pobreza não é aquela da ausência do pão, mas é aquela do coração e da mente que mendigam o pão da alegria, mesmo morando em luxuosas casas.

Diante disso, você precisa se perguntar: você é dominado por uma mente agitada e estressante? Seus pensamentos são perturbadores? Fica remoendo mágoas ou culpas? Se preocupa demais com aquilo que os outros pensam de você, com os fantasmas de suas emoções, fobias e ciúmes? Não consegue parar, desligar-se das redes, do celular, acalmar o pensamento e dormir tranquilamente? Se você respondeu afirmativamente a essas perguntas, você pode estar esquecendo de si. Se você abandonar a si mesmo pelo caminho, não conseguirá controlar o estresse e reencontrar o equilíbrio emocional.

Padre Ezequiel Dal Pozzo é sacerdote da Diocese de Caxias do Sul (RS). Cantor e compositor, lidera o Projeto Despertai para o Amor, de evangelização através da música e dos meios de comunicação. Já lançou 5 CDS e 1 DVD e roda o Brasil com shows musicais, palestras, missas e pregações. Apresenta diariamente a reflexão Despertai para o Amor em mais de 140 rádios de 19 Estados do Brasil e o programa semanal Despertai para o Amor na TV Evangelizar e na TV Nazaré. É editor da Revista Despertai para o amor de circulação trimestral e autor do livro“Beber na fonte do amor: como a misericórdia humaniza e traz verdadeira alegria”(Edições Loyola).

 

Padre Ezequiel Dal Pozzo
Padre Ezequiel Dal Pozzo

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *