OI TOTAL COM FIBRA
Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Projetos da Anater beneficiam municípios norte mineiros

Norte de Minas – Projetos da Anater beneficiam municípios norte mineiros

Norte de Minas – Projetos da Anater beneficiam municípios norte mineiros

Os projetos Piloto e D. Helder Câmara vão beneficiar 3.795 famílias de agricultores de 158 municípios, em sua maioria, na região de abrangência da Sudene, com investimento de cerca de R$ 12 milhões, em ações que serão realizadas até abril de 2.020 

Norte de Minas - Projetos da Anater beneficiam municípios norte mineiros
Norte de Minas – Projetos da Anater beneficiam municípios norte mineiros

 

A partir desse ano, agricultores familiares de Minas Gerais passarão a contar com um importante apoio para qualificação da sua produção. Nesta quinta-feira (15), a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) firmou parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-MG) e o estado passou a integrar o projeto D. Helder Câmara, que irá beneficiar 1.795 famílias de agricultores de 58 municípios do Semiárido mineiro.

Minas Gerais também integra o projeto Piloto da Anater que, junto com o D. Helder Câmara, vai beneficiar 3.795 famílias de agricultores de 158 municípios, em sua maioria, na região de abrangência da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). Para os dois projetos serão investidos cerca de R$ 12 milhões, em ações que serão realizadas até abril de 2.020.

O presidente da Anater, Valmisoney Moreira Jardim, destaca que os projetos vão qualificar ainda mais o serviço de Ater em Minas Gerais. “A Ater pública do Brasil começou por Minas Gerais há quase 70 anos e o serviço no estado mineiro é uma referência para o país. Então, é grande a expectativa em relação à proposta da Anater”, explica.

De acordo com o presidente, a Anater tem uma nova proposta de assistência ao produtor, integrada às políticas públicas voltadas para o setor, com diagnóstico, monitoramento e avaliação de resultados. “Chamamos essa proposta de Nova Ater, que possui um viés no desenvolvimento comunitário sustentável, visando gerar conhecimento dentro da própria comunidade. Essa nova forma de assistência possibilita que a Anater leve para o campo uma nova estrutura, elevando a abrangência e a qualidade da assistência a ser ofertada aos agricultores e suas organizações econômicas”, ressalta o presidente.

O presidente da Emater-MG, Glênio Martins de Lima Mariano, explica que as ações previstas nos planos de trabalho dos dois projetos vão contribuir para o enfrentamento da situação de vulnerabilidade econômica e social dos municípios do Semiárido mineiro. “Os projetos vão assegurar oportunidades de integração econômica e social por meio da Ater, apoiar a capacitação tecnológica e gerencial em bases sustentáveis, e contribuir para o resgate da cidadania e melhoria da qualidade de vida dos agricultores familiares”, completa.

Para o presidente da Frente Parlamentar de Assistência Técnica e Extensão Rural, deputado federal Zé Silva, os projetos desenvolvidos pela Anater são fundamentais para assegurar mais qualidade da Ater. “As ações e processos da Anater contribuem para o desenvolvimento rural, principalmente quanto à sustentabilidade financeira, questão que vem sendo retomada pela Anater em âmbito nacional”, avalia.     

Cursos de formação

As atividades iniciam com a formação de cerca de 300 extensionistas que irão atuar nos dois projetos. Os cursos serão realizados em Montes Claros, de 19 a 23 de fevereiro; em Teófilo Otoni, de 26 de fevereiro a 02 de março, e, em seguida, em Diamantina.

No ato de assinatura da parceria para o D. Helder Câmara, nesta quinta-feira, o deputado mineiro solicitou à Anater a liberação de recursos para capacitação de mais 200 técnicos da Emater-MG. “Investir na qualificação técnica dos extensionistas vai contribuir para o fortalecimento da Ater”. A Emater-MG ficou responsável por elaborar uma proposta para apresentar à Anater.

Os projetos

O Projeto Piloto é a primeira ação da Anater junto aos produtores rurais. Realizado em todas as regiões do país, o projeto está beneficiando 10.500 famílias de agricultores no Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Tocantins. A diversidade e especificidade de cada região vão contribuir para aprimorar a proposta da Anater, de forma que todo o país possa ser assistido com a mesma eficácia nos resultados.

Já o projeto D. Helder Câmara vai beneficiar 60 mil famílias de agricultores de 572 municípios dos estados do Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe (Nordeste), Minas Gerais e Espírito Santo (Sudeste).

O D. Helder Câmara é um programa de ações referenciais de combate à pobreza e apoio ao desenvolvimento rural sustentável no Semiárido, embasado no conceito de convivência e articulado às dimensões sócio-políticas, ambientais, culturais, econômicas e tecnológicas por processos participativos de planejamento, gestão e controle social. A Anater coordena as ações do eixo Assistência Técnica e Extensão Rural do projeto. Realizado pela Sead, o projeto contempla outros eixos que serão realizados pela própria Sead e seus parceiros, entre eles, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *