OI TOTAL COM FIBRA
Inicio » Mais Seções » Saúde » Saúde – Ministério da Saúde anuncia mudanças na vacinação contra a febre amarela

Saúde – Ministério da Saúde anuncia mudanças na vacinação contra a febre amarela

Saúde – Ministério da Saúde anuncia mudanças na vacinação contra a febre amarela

Nesta terça-feira (20/03/2018), o ministro da Saúde, Ricardo Barros, vai anunciar mudanças na vacinação contra a febre amarela para todo o país. A coletiva será transmitida, ao vivo, pelo Portal Saúde, Twitter e pela Web Rádio Saúde.

A cobertura vacinal em Minas está em torno de 90%, sendo que a meta preconizada pelo Ministério da Saúde é 95%
A cobertura vacinal em Minas está em torno de 90%, sendo que a meta preconizada pelo Ministério da Saúde é 95%

 

No Brasil, 300 pessoas já morreram com a doença, no período de monitoramento (de 1º de julho/2017 a 13 de março de 2018). Ao todo, foram 920 casos confirmados, 769 permanecem em investigação.

Em Minas, de acordo com balanço mais recente da Secretaria Estadual de Saúde, pelo menos 365 pessoas já foram infectadas pela febre amarela. Desse total, 133 morreram e outros 630 casos continuam em investigação.

Vacinação 

A cobertura vacinal em Minas está em torno de 90%, sendo que a meta preconizada pelo Ministério da Saúde é 95%. Segundo o Governo de Minas, a estimativa é de que haja ainda 1,9 milhão de pessoas não vacinadas contra a doença no Estado, especialmente na faixa etária de 15 a 59 anos, que também foi a mais acometida pela epidemia ocorrida em 2017.

No resto do país, dados preliminares enviados pelas Secretarias de Saúde dos estados da Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo ao Ministério da Saúde apontam que os três estados, antes da Campanha de Vacinação, já tinham vacinado cerca de 11,3 milhões de pessoas. No decorrer da Campanha, até o dia 13 de março, 17,8 milhões de pessoas foram imunizadas, o que corresponde 78,6% do público-alvo. Foram vacinadas 8,8 milhões de pessoas em São Paulo (94,9%), 6,9 milhões no Rio de Janeiro (68,5%) e 1,8 milhão na Bahia (54,3%).

Fonte: Agência Brasil

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *