Publicidade
FENICS 2108 - RESERVE JÁ,JÁ, SEU STAND!  
Inicio » Minas Gerais » Ministério Público de Minas Gerais quer evitar abusos de preços durante a greve dos caminhoneiros

Ministério Público de Minas Gerais quer evitar abusos de preços durante a greve dos caminhoneiros

Ministério Público de Minas Gerais quer evitar abusos de preços durante a greve dos caminhoneiros

O Ministério Público de Minas Gerais, por meio da 14ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Belo Horizonte, expediu nesta sexta-feira (25) uma recomendação a fornecedores, varejistas e atacadistas do estado para que não promovam a elevação de preço dos alimentos sem justa causa.

Ministério Público está de olho nos preços e quer evitar altas abusivas durante a paralisação dos caminhoneiros
Ministério Público está de olho nos preços e quer evitar altas abusivas durante a paralisação dos caminhoneiros

 

O MPMG apurou que atacadistas estavam elevando os preços de alimentos e mercadorias a valores exorbitantes, se aproveitando da greve dos caminhoneiros, que completou seis dias neste sábado (26)

O MPMG lembra que o aumento injustificado caracteriza infração do Código de Defesa do Consumidor. “Conforme a Lei 1.521/51, é crime contra a economia popular, punido com pena de detenção, de dois anos a 10 anos, e multa, provocar a alta ou baixa de preços de mercadorias, por meio de notícias falsas, operações fictícias ou qualquer outro artifício, e obter ou estipular, em qualquer contrato, abusando da necessidade, inexperiência ou leviandade da outra parte, lucro patrimonial que exceda o quinto do valor corrente ou justo da prestação feita ou prometida”, explica o órgão.

O documento foi enviado à Associação Mineira de Supermercados (AMIS) e ao Ceasaminas.

Leia Também

Saiba como conhecer Nova York fazendo um cruzeiro pelo rio que corta a cidade

* Por: da redação - 16 de agosto de 2018. Saiba como conhecer Nova York …

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *