PÓS-GRADUAÇÃO PUC MINHAS em MONTES CLAROS

Obtenha mais clientes com a sua ficha do Google
Inicio » Minas Gerais » Triangulo Mineiro » Governo de Minas Gerais inaugura Samu 192 no Triângulo Norte

Governo de Minas Gerais inaugura Samu 192 no Triângulo Norte

Governo de Minas Gerais inaugura Samu 192 no Triângulo Norte

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), acaba de inaugurar, em Uberlândia, a Central Operativa do Samu 192 (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) da Região Ampliada de Saúde Triângulo Norte.

Serviço já estará disponível, a partir de 3 de julho, para atendimento de 612 mil pessoas das 26 cidades da região
Serviço já estará disponível, a partir de 3 de julho, para atendimento de 612 mil pessoas das 26 cidades da região

 

Ao todo, foram investidos R$ 6,8 milhões na implantação do serviço, que vai beneficiar 612 mil pessoas em 26 municípios da região. O Samu irá iniciar as suas operações a partir do dia 3 de julho.

Além do repasse para colocar em prática a Central Operativa, a SES-MG também investiu outros R$ 3,8 milhões para a aquisição de 31 ambulâncias para o atendimento à população. Ainda estão previstos repasses mensais de R$ 1,6 milhão para o seu custeio. O serviço representa um importante atendimento pré-hospitalar do Sistema Único de Saúde (SUS). Ele recebe as demandas emergenciais e presta o atendimento inicial ao usuário de forma resolutiva, eficaz e segura, o que aumenta a sua sobrevida.

Durante a solenidade de inauguração, nessa terça-feira (26/6), o secretário de Estado de Saúde em exercício, Nalton Moreira da Cruz, pontuou que a saúde pública é uma prioridade da atual gestão, principalmente as redes de urgência e emergência, como é o caso do serviço móvel e da assistência hospitalar.

Ainda segundo o gestor, “o Triângulo Norte é uma região muito importante para o Estado e merece ter o Samu. Apesar da crise que todo o país tem enfrentado, o governador  de Minas Gerais fez questão que implantássemos o Samu”, disse.

O secretário complementou que o serviço não irá trazer novos pacientes aos hospitais. “Até acredito que irá reduzir, pois o paciente que acaba indo para a assistência hospitalar de forma desorganizada, agora irá de forma qualificada. Ele será atendido por outros serviços de saúde e só irá para um hospital de alta complexidade quando necessário. Costumo falar que o Samu pode ser a diferença entre a vida e a morte. Você tem um atendimento especializado na hora certa com uma equipe médica preparada e habilitada”, reforçou.

Os 26 prefeitos e secretários de saúde foram decisivos para que o Samu fosse implementando no Triângulo Norte, apontou o subsecretário de Assuntos Municipais da Secretaria de Estado de Governo, Marco Antônio Viana Leite, “vocês tiveram a capacidade de nos convencer, principalmente ao governador Fernando Pimentel. Apesar de todas as dificuldades, é uma responsabilidade muito grande implantar o Samu”.

Para a implantação do serviço, as Regionais de Saúde de Uberlândia e Ituiutaba foram responsáveis por desenhar a grade de referência de atendimento do Samu. O trabalho foi feito em conjunto com os secretários de saúde das 26 cidades e equipes das instituições de saúde da região.

“Este trabalho é importante pois definiu a responsabilidade de cada um no atendimento dos pacientes regulados pelo Samu, porque foi definido em quais casos eles receberão os pacientes, o que irá permitir que a população seja regulada para os serviços de saúde de forma adequada. Vamos proporcionar uma assistência qualificada à população: no tempo, no lugar e no custo certos”, explicou a superintendente da Regional de Saúde de Uberlândia, Rosângela Borgens Paniago.

Início das operações do Samu 192

A partir das sete horas da manhã da próxima terça-feira (3/7), o número 192 já estará disponível para que as 612 mil pessoas das 26 cidades da região possam acionar o serviço móvel de urgência e emergência. Serão atendidos pacientes que sofrerem acidentes com traumas e fratura, tiverem quadros de problemas cardiorrespiratórios, crises convulsivas, surtos psiquiátricos, trabalho de parto com riscos à mãe ou filho, queimaduras graves, intoxicação, envenenamento, sangramentos, hemorragias e ocorrência de maus tratos.

Os pacientes serão estabilizados pela equipe do Samu 192 e quando necessário, serão regulados e levados pelas ambulâncias para um dos 183 pontos de atendimento da Rede de Urgência e Emergência, que é constituída por um hospital de alta complexidade; 19 hospitais de média complexidade, uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA); 17 unidades de saúde (pronto socorro, centro de saúde e pronto atendimento); 12 unidades de saúde mental e 134 unidades básicas de saúde.

“Na segunda-feira (2/7), no período da tarde, todas as ambulâncias já serão encaminhadas para as 22 bases descentralizadas nos 16 municípios da região para que tudo esteja pronto para o início das operações no dia 3”, anunciou Rodrigo Alvim, secretário executivo do Consórcio Público Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência e Emergência da Macrorregião do Triângulo do Norte (Cistri) – responsável pelo gerenciamento operacional do Samu.

O Samu Triângulo Norte irá funcionar na sede da 9º Região Integrada de Segurança Pública, e contará com três Unidades de Suporte Avançado (USA) e 18 Unidades de Suporte Básico (UBS). Com a implantação do serviço 24 horas por dia, as regiões passam a contar com uma central de regulação com médicos reguladores, enfermeiros, técnicos de enfermagem, telefonistas auxiliares de regulação médica, rádio operadores, condutores e trabalhadores administrativos. Dessa forma, o tempo de resposta e o atendimento à população passam a ser mais ágeis e eficientes.

Serão beneficiados com o início do funcionamento do Samu Triângulo Norte os municípios de Araguari, Cascalho Rico, Indianópolis, Tupaciguara, Araporã, Monte Alegre de Minas, Prata, Nova Ponte, Patrocínio, Monte Carmelo, Coromandel, Abadia dos Dourados, Douradoquara, Grupiara, Estrela do Sul, Romaria, Iraí de Minas, Ituiutaba, Campina Verde, Santa Vitória, Gurinhatã, Ipiaçu, Capinópolis, Cachoeira Dourada, Canápolis, Centralina.

Samu 192 em Minas Gerais

Com o início das atividades do Samu Triângulo Norte, 549 dos 853 municípios mineiros passam a ter acesso ao serviço, o equivalente a 64,3% de cobertura, atendendo cerca de 10 milhões dos 20,7 milhões de habitantes do Estado, correspondendo a quase 50% de cobertura populacional.

O Samu Regional está implantado nas regiões ampliadas de saúde Norte de Minas, Nordeste/Jequitinhonha, Centro Sul, Sudeste, Sul e Centro Oeste. Além das centrais regionais, Minas Gerais conta com 12 Samus municipais, distribuídos em Belo Horizonte, Betim, Contagem, Governador Valadares, Ipatinga, Itabira, Mariana, Ouro Preto, Poços de Caldas, Sete Lagoas, Uberaba e Patos de Minas.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *