Vaga no Bolso

Inicio » Colunistas » José de Paiva Netto » Coluna do Paiva Netto – Liderança nova

Coluna do Paiva Netto – Liderança nova

Coluna do Paiva Netto – Liderança nova

Há quinze anos, ao acompanhar pela Super Rede Boa Vontade de Rádio, a partir da AM 1.210 kHz, o programa Soldadinhos de Deus, da LBV (apresentado por crianças da Legião da Boa Vontade e dirigido ao universo infantil), senti-me motivado a entrar ao vivo na programação e propor aos meninos e meninas da LBV um desafio: a criação de um fórum para que essa novíssima geração pudesse discutir e apontar soluções para os principais problemas que preocupam os pequeninos. É velha a minha assertiva de que quem pensa que criança é boba é que é bobo.

Compartilho aqui alguns trechos desse meu improviso naquele memorável 22 de março de 2003:

Quero fazer-lhes uma proposta. É algo que considero importante. O que vemos hoje em toda parte? Uma tremenda ganância, e vocês são a primeira vítima. É aquilo que afirmei em 2 de março de 1996, ao inaugurar na cidade do Rio de Janeiro/RJ o Centro Educacional da LBV, e que foi destacado pela revista IstoÉ: A criança geralmente apenas devolve aquilo que a sociedade lhe proporciona. Se a sociedade lhe oferecer lixo, em geral ela vai devolver-lhe lixo, mas, se der Amor — que significa Fraternidade, Solidariedade, Generosidade, Compaixão —, vai ser mais bonita de Espírito e de rosto. Portanto, a minha preocupação, como disse numa palestra em Brasília/DF, no lançamento da Operação Jesus, em 25 de março de 1995, é a de abrir caminhos para uma liderança nova. As Instituições da Boa Vontade (IBVs) têm de se apresentar ao mundo com a sua face decisiva de realizações. Jesus espera isso de cada um de nós. Ele revelou: “Vós sois deuses. Eu voltarei ao Pai, vós ficareis aqui na Terra, portanto, podereis fazer muito mais do que Eu” (Evangelho, segundo João, 10:34 e 14:12). Milagre não é só salvar a pessoa que sofre de uma doença incurável no corpo. Principalmente, é fazer sarar os Espíritos, mostrar a eles a iluminação que possuem. Vocês têm merecimento diante do Pai Celestial, ó novíssima geração!

É necessário estabelecer uma ambiência em que as pessoas, de forma decidida mas educada, digam o que pensam; com o que querem contribuir a fim de transformar o mundo para melhor. E vocês, crianças, têm esse carisma: de fazer com que todos se sintam à vontade. Quero uma agenda de vocês.

Convidaremos psicólogos, educadores, profissionais compromissados com a educação e que têm algo a acrescentar ao desenvolvimento saudável das crianças. O pensamento delas é uma reflexão que nos dá perspectiva de um mundo melhor. Vocês possuem força diante de Deus. Vão ter a oportunidade de manifestar-se (…), porque precisam aprender a se defender (com Amor e inteligência, alicerçados na Espiritualidade Ecumênica).

Vamos fazer um grande fórum? Naquele momento todas as crianças responderam com vigor: Vamos!

Daí surgiu, no mesmo ano, o Fórum Internacional dos Soldadinhos de Deus, da LBV.

“Guardião do Amor Fraterno eu sou. Unir os corações eu vou” é o tema de sua 16a edição, que ocorrerá no dia 24/3 (sábado), em diversas cidades do Brasil e do exterior.

Promovido pela Legião da Boa Vontade, o evento, que inaugura uma série de atividades e reflexões sobre o tema proposto, será protagonizado pelos próprios Soldadinhos de Deus, como são carinhosamente chamadas as crianças na LBV.

A programação inclui rodas de conversa, debates, dinâmicas, jogos, apresentações teatrais, coreográficas e musicais, painéis temáticos e mostras culturais.

As atividades do fórum terão prosseguimento até março de 2019, nos Centros Comunitários de Assistência Social e nas escolas da LBV, assim como nas Aulas de Moral Ecumênica que ocorrem nas Igrejas Ecumênicas da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, Entidade parceira na realização do encontro.

Participe. Informações pelo portal www.boavontade.com 

José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.

 

José de Paiva Netto
José de Paiva Netto

 

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *