Últimas Notícias

Coluna da Jerusia Arruda – Bolsonaro

Coluna da Jerusia Arruda – Bolsonaro

BOLSONARO

A contestação da candidatura de Bolsonaro foi feita por um advogado, que questiona o fato de ele ser réu em ações penais no Supremo Tribunal Federal (STF), o que entraria em conflito com regra da Constituição que prevê o afastamento do presidente caso ele venha a ter esse status jurídico. O questionamento, porém, foi feito por meio de uma petição e não cita lei ou norma que impeça réus de serem candidatos. Cabe ao relator do registro de candidatura de Bolsonaro, ministro Napoleão Nunes Maia, decidir sobre a controvérsia.

EM ANÁLISE

O prazo para que candidatos e coligações adversárias, bem como o Ministério Público Eleitoral (MPE), entrem com impugnações (contestações) contra candidaturas já está terminando. Os candidatos à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) tiveram suas candidaturas contestadas no TSE.  Ao todo, 13 treze candidatos à Presidência apresentaram pedido de registro no TSE.

LULA

O TSE recebeu pelo menos sete contestações à candidatura de Lula, desde quarta-feira (15), quando o PT fez o registro. O prazo para contestar a candidatura do ex-presidente termina nesta quarta-feira (22) e a defesa tem sete dias para a manifestação contra os questionamentos.

REGISTRO E IMPUGNAÇÕES

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) definiu o ministro Luís Roberto Barroso como relator do pedido de registro de candidatura do ex-presidente Lula à Presidência da República nas eleições de outubro e das impugnações contra o registro.

CONFLITO COM VENEZUELANOS

No último sábado, a cidade de Pacaraima, em Roraima, se tornou palco de conflitos entre brasileiros e venezuelanos. O tumulto começou após um comerciante ser assaltado e agredido supostamente por um grupo de venezuelanos. Em retaliação, moradores de Pacaraima atacaram acampamentos de venezuelanos. Os locais foram destruídos e queimados. Em função do ataque, no domingo, pelo menos 1.200 venezuelanos cruzaram a fronteira e deixaram o Brasil.

PACOTE DE AÇÕES

O presidente Michel Temer emitiu uma nota na qual afirma estar comprometido com a integridade de brasileiros e venezuelanos. Temer se reuniu na manhã de domingo, no Palácio da Alvorada, com ministros do governo para discutir a situação dos venezuelanos em Roraima. Entre as providências, está o reforço de 120 homens da Força Nacional e o envio de 36 profissionais da saúde para atender os imigrantes.

EX-SECRETÁRIO-GERAL DA ONU

Pelo Twitter, o presidente da República, Michel Temer, lamentou a morte do ex-secretário-geral das Nações Unidas e ganhador do Prêmio Nobel da Paz, Kofi Annan, no sábado. “Annan deixa exemplo maior de dedicação às causas da paz, do desenvolvimento e dos direitos humanos. Nossas condolências à família”, disse o presidente. Nascido em Gana, Annan morreu durante a madrugada de sábado (18) em um hospital em Berna, na Suíça, aos 80 anos, segundo informou a fundação Kofi Annan nas redes sociais.

 

Jerusia Arruda
Jerusia Arruda