Inicio » Montes Claros » Em Montes Claros, Seminário e audiência pública discutem prevenção ao suicídio

Em Montes Claros, Seminário e audiência pública discutem prevenção ao suicídio

Nesta quinta-feira (06), em Montes Claros, às 13 horas, será realizado, no auditório do HU, o I Seminário Norte-Mineiro de Prevenção ao Suicídio, que terá como tema: “Suicídio: uma emergência médica”, com os palestrantes Dr. Antônio Geraldo da Silva, Superintendente Técnico da ABP e Presidente Eleito da APAL e o Dr. Quirino Cordeiro Júnior, Coordenador Geral de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas do Ministério da Saúde.

Em Montes Claros, Seminário e audiência pública discutem prevenção ao suicídio

 

Na mesma data, às 19 horas, o Vereador, Wilton Dias, também está convocando uma audiência pública para debater a situação da Saúde Mental e também a Prevenção do suicídio, na Câmara Municipal de Montes Claros.

“Precisamos ajudar a população com prevenção, informar que tratar todas as doenças mentais, principalmente as que possuem aumento no risco de suicídio. O suicídio é uma emergência médica e por isso, é fundamental o papel de todos nós nessa campanha, com ações efetivas de orientação sobre o risco e também na emergência do suicídio. Ter o apoio do Poder Público é muito importante, conseguimos chamar atenção para o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio e também na Criação de uma Frente Parlamentar de Saúde Mental onde ações específicas serão estudadas com o foco único e exclusivo de salvar vidas, avançamos e muito em Montes Claros”, afirma o coordenador da campanha, Dr. Antônio Geraldo da Silva.

A campanha é uma realização da Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, em parceria com o Conselho Federal de Medicina – CFM e com o HUCF e apoio da IFMSA – Federação Internacional das Associações dos Estudantes de Medicina do Brasil.

Dados

A cada 40 segundos, uma pessoa morre por suicídio no mundo, o que corresponde ao tempo aproximado de leitura deste texto, e, em relação às tentativas é ainda mais assustador: a cada três segundos.

Todos os anos, são registrados cerca de 12 mil suicídios no Brasil e um milhão em todo o mundo. Quase 100% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais, em sua maioria não diagnosticados, tratados de forma inadequada ou não tratados de maneira alguma. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *