Vaga no Bolso
Inicio » Esporte » Apostas esportivas no Brasil: vai uma aposta que estão chegando?

Apostas esportivas no Brasil: vai uma aposta que estão chegando?

Apostas esportivas no Brasil: vai uma aposta que estão chegando?

As apostas esportivas são uma realidade em nosso país, que não dá mais para esconder ou fingir que não tem. Não adianta reclamar que o ato de apostar é ilegal ou arriscado, pois a internet está trazendo toda a informação necessária. Primeiro, que é possível apostar por essa via. Depois, explicando que as apostas só são ilegais quando são registradas em território brasileiro, isto é, quando a banca de apostas tem base em território nacional (seja o site ou um qualquer operador ilegal em um boteco). Quando o jogador se cadastra em um desses sites que estão patrocinando times e competições de futebol, nada tem de ilegal pois eles têm seus escritórios e sua base de operações fora do Brasil.

Finalmente, os usuários estão compreendendo que não vale a pena dar seu dinheiro a terceiros para fazerem suas apostas por eles, nem tem jeito apostar em sites desconhecidos. Pode ser arriscado, sim, fazer apostas em sites que ninguém conhece ou que não têm credibilidade. Mas quando uma casa de apostas tem dinheiro para patrocinar uma competição oficial de futebol, já dá para ter uma ideia que a empresa tem solidez financeira, certo?

O Brasil e seu potencial

O Brasil é um dos países do mundo com maior potencial de crescimento para os operadores de apostas esportivas. Não é só por ser um dos maiores países do mundo onde as apostas ainda não estão reguladas, mas também por uma grande porcentagem de sua população possuir conexão à internet. Isso faz com que milhões de potenciais usuários estejam esperando apenas uma boa oportunidade para arriscar em um dos milhares de eventos esportivos que os sites de apostas apresentam a seus clientes, com possibilidade de prêmio.

A importância do futebol

Importa dizer que o potencial estratégico do Brasil é reforçado por sua ligação ao futebol. O esporte é responsável por cerca de 70% dos valores movimentados de apostas esportivas em todo o planeta, o que é fácil de compreender por sua grande popularidade, mesmo em “mercados emergentes” como os da Ásia, e em especial o da China. Mas se muitos chineses ainda estão aprendendo a entender e apreciar futebol, no caso do Brasil esse “trabalho” já foi feito há muitas décadas. O esporte nacional (que nos desculpem os capoeiristas e outros defensores da cultura tradicional) é um veículo poderoso, dirigindo as emoções de quem está pensando em arriscar algum dinheiro para provar seu palpite ou seu entendimento.

Os brasileiros têm futebol, têm internet, têm tudo para apostar mais, e os operadores sabem disso muito bem.

Questão moral e política

Claro que o principal obstáculo à legalização das apostas é a questão política que isso traz. É legítimo permitir que o povo possa ganhar dinheiro fácil dessa maneira? E quando ao risco do vício, das famílias que poderão sofrer se essa atividade for permitida? O Brasil tem uma tradição muito forte tanto contra as apostas quanto contra os jogos de azar. No mais, e apesar de forte pressão política, os jogos de cassino ainda não foram liberados.

Mas os tempos parecem estar mudando. Não é só pela internet, que veio trazer possibilidades de apostas que seriam impensáveis há poucos anos (na prática, qualquer pessoa com um celular com ligação à internet pode apostar, na atualidade.) A própria sociedade parece estar mais receptiva à ideia de qualquer cidadão, chegando o final de semana, possa gastar alguns reais para tornar mais emocionante seu tempo livre enquanto assiste futebol. Se isso será bom ou mau, dependerá de sua opinião. Mas repare que até Jair Bolsonaro (que, no momento em que esse artigo é redigido, vai disputar o segundo turno da eleição presidencial) falou, em tempo de campanha, que “verá qual a melhor saída” para legalizar os jogos de cassino se for eleito presidente. Isso apesar de “ser contra, por princípio”. Um candidato conservador não deveria nem admitir essa possibilidade? Não será isso um sinal de que está próxima uma mudança?

Questão de senso comum

Entretanto, o certo é que basta fazer uma busca por algo como “esporte bet brasil” e é fácil encontrar opções para apostar legalmente. Ao mesmo tempo, os estádios de futebol, as equipes, as competições, os jornais – em todo o lado é possível encontrar os patrocínios e as respetivas marcas, de grandes empresas internacionais de apostas esportivas.

Será que não chegou a hora de regular esta atividade e trazer o Brasil para o século XXI, acompanhando as melhores práticas nessa matéria que podem ser vistas em outros países?

 

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *