Últimas Notícias
Casa das Apostas Online Betway

Família se una para matar vendedor de picolés no Norte de Minas – Motivo seria acusação de estupro

Família se una para matar vendedor de picolés no Norte de Minas – Motivo seria acusação de estupro

Na manhã desta segunda-feira (29/10/2018), (04) quatro pessoas de uma mesma família foram presas em Capitão Enéas, no Norte de Minas.

Corpo da vítima foi encontrado na manhã desta segunda — Foto: Polícia Militar/Divulgação
Corpo da vítima foi encontrado na manhã desta segunda — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Segundo as informações da Polícia Militar (PM), os dois homens e duas mulheres de idades entre 19 e 38 anos são suspeitos de cometerem um assassinato contra um vendedor de picolés da cidade de Capitão Enéas, no Norte de Minas. A Polícia Militar (PM) acredita que eles tenham dopado e esfaqueado a vítima de 19 anos em um matagal do Bairro Morada do Sol.

De acordo com a PM, a família informou que esfaqueou a vítima porque ela teria cometido um estupro contra a filha de uma das autoras do crime. Para se vingar, a mãe da possível vítima de estupro, o companheiro dela, um filho e uma cunhada se uniram para matá-lo. Não há registros sobre o crime que a família relatou ter sido cometido pelo rapaz que foi morto.

Ainda de acordo com a Polícia Militar (PM),  informou que o homem era conhecido na cidade por vender picolés e que não tinha passagens nos meios policiais. Ele foi encontrado com cortes no pescoço e em outras partes do corpo. A suspeita é de que a cunhada tenha o atraído para uma casa próxima ao matagal no domingo (28) e tenha o dopado com um sonífero. Ela levou o rapaz para o local do crime, onde o homem envolvido no crime o esfaqueou nas costas. A cunhada deu mais uma facada e o homem na sequência teria degolado a vítima.

O corpo passou a noite no mesmo matagal e foi encontrado pela manhã desta segunda-feira. Denúncias indicaram que a família poderia ter cometido o crime. Três envolvidos foram encontrados na casa próxima ao local do crime, no Bairro Morada do Sol. O companheiro da mãe foi preso no local onde trabalha.

Todos foram encaminhados para a delegacia de Capitão Enéas. A arma do crime não foi encontrada; segundo a PM, o grupo informou que dispensou a faca na rede de esgoto. Uma funerária foi ao local e encaminhou o corpo da vítima ao IML de Montes Claros.