Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Inicio » Minas Gerais » Belo Horizonte » Tragédia de Brumadinho – Busca por sobreviventes em Brumadinho é verdadeira luta contra o tempo

Tragédia de Brumadinho – Busca por sobreviventes em Brumadinho é verdadeira luta contra o tempo

Tragédia de Brumadinho – Busca por sobreviventes em Brumadinho é verdadeira luta contra o tempo

Pouco mais de três anos após um tsunami de lama deixar 19 mortos em Mariana, na região Central, Minas se vê às voltas com uma nova tragédia – e que pode ser ainda mais catastrófica. O rompimento da barragem da Mina do Feijão, em Brumadinho, na Grande BH, pode ter feito dezenas de vítimas. Na sexta-feira à noite, cerca de 200 pessoas seguiam desaparecidas, segundo o Corpo de Bombeiros.

Busca por sobreviventes em Brumadinho é verdadeira luta contra o tempo
Busca por sobreviventes em Brumadinho é verdadeira luta contra o tempo

 

O desastre foi por volta de 12h30. Até o fechamento desta edição, havia sete mortos. As causas do desabamento da estrutura, de propriedade da multinacional Vale, ainda serão investigadas.

Na hora do acidente, 427 pessoas estavam em áreas administrativas da mineradora, inclusive no refeitório, cheio devido ao horário de almoço.

Em comunicado, o governo do Estado informou que 279 tinham sido resgatadas e 150 funcionários da Vale estavam desaparecidos. Cem bombeiros prestam o socorro.

Durante toda a tarde, helicópteros sobrevoaram o local em busca de algum sinal de vida. O que se via, no entanto, era uma avalanche de lama que arrastou carros, soterrou casas e deixou a paisagem em volta do rio Paraopeba irreconhecível.

O restaurante da Vale, por exemplo, sumiu. Pouco depois de ficar sabendo do rompimento, o trabalhador rural Junior dos Santos, de 35 anos, seguiu para a Unidade de Pronto-Atendimento de Brumadinho em busca da irmã, Joiciane dos Santos, de 31, cozinheira na mineradora. “Ninguém tem notícia. É uma sensação terrível”.

Ajuda

Jeferson Ferreira (foto), de 34 anos, lutou contra a força da lama para salvar uma mulher e uma adolescente ilhadas na área da pousada Nova Estância, que está na região devastada. Ele andou até lá à procura da irmã, funcionária do estabelecimento. Ao chegar, viu o imóvel destruído. “A lama não só cobriu como levou tudo. Cheguei e não tinha mais nada, só uma senhora que subiu em uma árvore e uma moça de uns 15 anos”, disse,

Exausto e desolado

Jeferson ajudou a resgatar as vítimas e ficou ao lado da adolescente por 40 minutos, até a chegada do helicóptero dos Bombeiros.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *