Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Inicio » Mais Seções » Motor » Toyota convoca 379 mil unidades para Recall

Toyota convoca 379 mil unidades para Recall

Toyota convoca 379 mil unidades para Recall

Os airbags defeituosos da Takata continuam dando dores de cabeça mundo afora. A mais recente convocação é da Toyota e envolve quase meio milhão de unidades vendidas no mercado brasileiro. 

Toyota convoca 379 mil unidades para Recall
Toyota convoca 379 mil unidades para Recall

 

Nesse novo chamamento são exatas 379 mil unidades de seis modelos: Corolla, Fielder, Etios, Etios Sedan, Hilux e SW4, envolvendo automóveis fabricados entre 2002 e 2017.

No caso dos compactos, a ação envolve unidades fabricadas entre janeiro e setembro de 2017. Já no caso da Hilux e SW4, são convocadas unidades produzidas entre janeiro e setembro de 2015.

Para a finada perua Fielder, deverão comparecer à rede autorizada unidades manufaturadas entre 2004 e 2008. No caso do Corolla, a ação envolve as três últimas gerações do modelo, com períodos de produção entre 2002 a 2008 e de 2014 a 2017.

O problema
O defeito das bolsas da Takata é mais que conhecido. O problema está no recipiente que acomoda a bolsa de ar. Essa peça de metal tende a se deteriorar com o passar do tempo. E caso a bolsa se deflagre numa colisão, a expansão do airbag provoca o estilhaçamento do invólucro e os fragmentos são disparados contra o motorista ou passageiro da frente.

Ao redor do mundo já foram notificadas diversas mortes por causa dos ferimentos provados pelos estilhaços. No Brasil, o primeiro caso ocorreu no ano passado, ampliando os ferimentos da vítima, que felizmente não morreu.

A troca
Segundo a Toyota, a substituição da bolsa defeituosa leva entre 1h30 e cinco horas, dependendo do modelo. Informações: 0800 703 0206 ou toyota.com.br.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *