Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias
Curso - Fórmula da Eleição 2020
Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Exemplo de empreendedora de sucesso no Dia Internacional da Mulher

Norte de Minas – Exemplo de empreendedora de sucesso no Dia Internacional da Mulher

Norte de Minas – Exemplo de empreendedora de sucesso no Dia Internacional da Mulher

Norte de Minas – Foco, determinação e qualificação marcam a história de sucesso da empreendedora Eronides Ferreira de Oliveira Araújo – ou “Nidinha” como é conhecida a próspera microempresária do setor de vendas de tecidos de Salinas, no Norte de Minas. Ela faz parte do grupo de 24 milhões de empreendedoras existentes no Brasil, segundo a Pesquisa GEM (Global Entrepreneurship Monitor), o que representa 45% do total de empreendedores no país.

Eronides Ferreira de Oliveira Araújo - ou “Nidinha” como é conhecida a próspera microempresária do setor de vendas de tecidos de Salinas, no Norte de Minas
Eronides Ferreira de Oliveira Araújo – ou “Nidinha” como é conhecida a próspera microempresária do setor de vendas de tecidos de Salinas, no Norte de Minas

 

Quem vê hoje a bem montada loja “Ney dos Retalhos”não imagina a batalha da comerciante, de 45 anos, para colocar a casa em ordem e expandir seus negócios. Atualmente, a loja conta com uma filial em Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha. Na guinada nos negócios, a empreendedora contou com o apoio do Sebrae Minas.

Nidinha casou muito cedo, aos 17 anos. O marido dela, Sidney Brito Araújo, já era proprietário da loja de retalhos e logo a futura empresária tomou gosto pelo negócio e começou a se envolver com o trabalho. Além de atuar no atendimento, ela confeccionava fronhas e lençóis que eram vendidos no estabelecimento.

O tempo passou, mas, mesmo com uma boa clientela e ótimas vendas, as finanças do empreendimento não iam bem. O principal motivo era a falta de organização financeira, o que gerou acúmulo de dívidas, principalmente com empréstimos bancários.  Diante da situação, Sidney decidiu ir morar fora do Brasil em busca de recursos para resolver o problema. “Meu marido é muito conhecido e querido na cidade. Ele se sentiu envergonhado por não conseguir manter seus negócios em dia. Foi aí, então, que ele resolveu tentar a vida nos Estados Unidos para conseguir dinheiro e acertar as contas, ” lembra a empreendedora.

Com a partida do marido, e ainda com uma filha pequena, Nidinha se viu diante do desafio de conduzir o negócio sozinha. Determinada, ela não fraquejou. Arregaçou as mangas e foi à luta. O início da vida de empresária não foi fácil e ela precisou superar várias barreiras para vencer a desconfiança e seguir em frente.

“Antes de viajar meu marido perguntou se eu dava conta de tocar a loja. Confiante, eu disse que sim, e a partir daí nunca mais parei. Mas não foi fácil.  Tive que ir sozinha a São Paulo fazer compras. Como era novata no setor, eu ainda não tinha credibilidade e foi difícil convencer os fornecedores a me vender no crediário. As dificuldades não me abalaram. Passei a trabalhar quase 24 horas por dia, porque eu sabia onde eu queria chegar”, destaca.

Em meio às dificuldades e com vontade de vencer ela teve uma atitude que alavancou sua trajetória empresarial. “O Sebrae foi fundamental para o meu crescimento em todos os aspectos. Uma das primeiras decisões que tomei foi procurar a instituição para que me ajudassem a alavancar o negócio. Fiz o Empretec, cursos de vendas, controle financeiro e de gestão e vários outros. Sempre busquei motivar meus colaboradores e incentivá-las a participar das capacitações também, para que eles se sentissem dentro daquele projeto. Isso nos ajudou muito. O Sebrae sempre foi um parceiro”, conta.

 Surpresa boa

 Após quatro anos no exterior o marido voltou para Salinas. “Ele ficou surpreso, mas ao mesmo tempo muito feliz e orgulhoso pelo trabalho que desenvolvi. Voltou com a cabeça melhor e com uma nova forma de enxergar os negócios, o que contribuiu para as coisas continuarem dando certo”, ressalta.

As duas lojas Ney dos Retalhos, em Salinas e Araçuaí, que antes tinham 100 m² de área construída, hoje ocupam um espaço de 400 m² cada uma. Juntas geram 15 empregos diretos. Além do espaço físico, o negócio cresceu no aspecto da diversificação dos produtos, comercializando também cortinas, toalhas bordadas e peças decorativas. Outro ponto importante é utilização dos canais digitais na divulgação dos produtos nas redes sociais, com linguagem simples, direta e atualizada para atender seu público.

 Marca forte e companheirismo

Apesar do negócio ter deslanchado a partir do momento que a gestão passou para o comando de Nidinha, ela não nunca quis mudar o nome da loja, que é uma alusão ao marido que se chama Sidney. “ O negócio começou com ele e ficou conhecido assim. Ney dos Retalhos é a nossa marca. Agradeço muito a ele por ter ajudado. Acredito que ao lado de um grande homem, sempre existe uma grande mulher. Conquistei meu espaço, hoje sou reconhecida e respeitada como empresária, mas devo muito a ele também”, ressalta.

Para o analista do Sebrae Minas Filomeno Bida, a história de sucesso de Eronides Ferreira, é um exemplo para todas as mulheres que querem ser empreendedoras. “A Nidinha é uma vencedora. Mulheres com essa fibra e com essa garra são fundamentais para estimular aquelas, ou mesmo aqueles, que sonham em empreender, mas, às vezes, ficam temerosos diante das dificuldades. Uma das receitas para o sucesso dela é a valorização dos seus parceiros e colaboradores, inclusive o Sebrae, onde sempre se qualificou. Nós nos sentimos honrados e realizados com o sucesso dessa mulher batalhadora”, finaliza.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *