FENICS 2019 - ACI

Inicio » Minas Gerais » Belo Horizonte » MG – Polícia Civil prende cinco suspeitos de tráfico de drogas na UFMG

MG – Polícia Civil prende cinco suspeitos de tráfico de drogas na UFMG

MG – Polícia Civil prende cinco suspeitos de tráfico de drogas na UFMG

Minas Gerais – Cinco pessoas foram presas, nesta quarta-feira (22), no campus Pampulha da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte, suspeitas de tráfico de drogas, em uma operação da Polícia Civil. As detenções ocorreram em centros acadêmicos da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (Fafich) e na Escola de Belas Artes (EBA).

MG - Polícia Civil prende cinco suspeitos de tráfico de drogas na UFMG
MG – Polícia Civil prende cinco suspeitos de tráfico de drogas na UFMG

 

Dos detidos, um tinha mandado de prisão em aberto por tráfico. Com outro, os agentes encontraram cerca de um quilo de haxixe. A identidade dos suspeitos não foi informada pela corporação.

Nesta terça-feira (23), a polícia deve conceder uma coletiva de imprensa sobre as prisões que ocorreram, segundo a corporação, em cumprimento de mandatos de prisão. Contudo, os estudantes afirmam que os investigadores entraram nos centros acadêmicos de Filosofia (Cafca) e Psicologia (Capsi) sem apresentar autorização judicial.

A reportagem  apurou que alunos dos dois prédios foram revistados e abordados nos corredores e nas ruas do campus. Os presos foram levados para o Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico (DENARC), onde estão sendo ouvidos.

Antes da saída dos policiais, por volta das 17h30, alguns estudantes se aglomeraram em frente aos prédios da Fafich e da EBA para protestar, mas não houve tumulto.

Surpresa

Estudantes ouvidos pela reportagem dizem que não houve resistência às prisões, mas que o clima ficou tenso devido à surpresa dos alunos. “Achei desnecessária a forma como foram feitas as prisões, alunos algemados. É uma universidade, ninguém ofereceu resistência”, contou uma graduanda de jornalismo que pediu para não ser identificada.

Membro do Diretório Acadêmico da Fafich, o estudante Gabriel Lopo afirmou que, no início desta noite, integrantes dos centros acadêmicos se reuniram para discutir as ações a serem tomadas “Ainda estamos aguardando as informações oficiais da reitoria e da diretoria para saber como vamos proceder”, comentou. Ele confirmou que a Polícia Civil tinha mandados, mas que entrou nos centros acadêmicos sem autorização judicial.

A assessoria de imprensa da UFMG informou que está apurando o ocorrido com a segurança do campus e com a polícia. O Diretório Central dos Estudantes (DCE) e informou que se reuniu ontem com a administração da universidade e que aguarda mais informações do ocorrido para se posicionar.

O diretor da Fafich, Bruno Pinheiro Wanderley Reis, confirmou que a operação da polícia resultou na prisão de três pessoas aparentemente não pertencentes à comunidade da faculdade. A ação foi realizada na sala F3035 da Faculdade, com base em um mandado de busca e apreensão. “Apoiada pela Reitoria da Universidade Federal de Minas Gerais, a Direção da Faculdade está trabalhando na obtenção de mais informações sobre o ocorrido. Reafirma o compromisso institucional de colaborar com as apurações das autoridades, cumprindo seu papel institucional, sempre preservando a autonomia universitária. Conclamamos a comunidade a manter a serenidade e a tranquilidade”.

(Com informações de Bruno Inácio) As informações sã odo Portal Hoje em Dia.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *