PÓS-GRADUAÇÃO PUC MINHAS em MONTES CLAROS

Obtenha mais clientes com a sua ficha do Google
Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Agentes Socioeducativos de Montes Claros decidem nesta quinta-feira 23 em Assembléia se aderem à greve da categoria, por tempo indeterminado

Montes Claros – Agentes Socioeducativos de Montes Claros decidem nesta quinta-feira 23 em Assembléia se aderem à greve da categoria, por tempo indeterminado

Montes Claros – Agentes Socioeducativos de Montes Claros decidem nesta quinta-feira 23 em Assembléia se aderem à greve da categoria, por tempo indeterminado

Montes Claros – Na manhã desta quinta-feira (23), os agentes do socioeducativos de Montes Claros, (Csemc) se reúnem em Assembléia,  que acontece na própria unidade, para decidir se vão aderir a paralisação de sua atividades por tempo indeterminado no Norte de Minas.

Montes Claros - Agentes Socioeducativos de Montes Claros decidem nesta quinta-feira 22 em Assembléia se aderem à greve da categoria, por tempo indeterminado
Montes Claros – Agentes Socioeducativos de Montes Claros decidem nesta quinta-feira 22 em Assembléia se aderem à greve da categoria, por tempo indeterminado

 

Desde o dia 20 de maio, os agentes estão trabalhando com apenas 30% do efetivo,  uma forma de chamar atenção do governo do estado de Minas, para o problema nas unidades de internação.

De acordo com a classe, o governo estadual, não cumpriu as propostas em reunião que aconteceu em meses anteriores.Uma das principais reivindicações dos agentes do centro socioeducativos, é o cumprimento da lei estadual 23049 aprovada e sancionada pela.assembleia legislativa em 25/07/2018 que trata do porte de arma, fora de serviço.

“É  a nossa vida e de nossos familiares que está em jogo, corremos risco de morte eminente, pois muitos menores,  possuem alta periculosidade para a sociedade, hoje o quadro de servidores tem 2026 agentes o quantitativo inferior para tenta fazer um trabalho meia boca seria de 3.500 agentes fora que até setembro, cerca de 500 agentes vão deixa as unidades pois seus contratos serão encerrados,  estamos trabalhando dia e noite dentro das unidades por déficit de servidores,  lutamos por melhores condições laborais assim como o efetivo comprimento  da lei orgânica que tramita à 4 anos, na ALMG”reportou um agente que preferiu não ter o seu nome divulgado com medo de sofrer represálias.

De acordo com a classe, até o exato momento o governo não cumpriu  a lei.

A categoria  reclama também, da escala de trabalho 24/72 .

Na unidade de Montes Claros, à visita programada para esta  quinta-feira (23), que acontece no horário das 08;00 ás 17 pode ficar comprometida, pois muitos  familiares dos menores não foram comunicados.

Os agentes prometem  novas articulações, para levar suas queixas,  na Audiência Pública, prevista para acontecer no dia 28 de maio, na ALMG.

Por Diana Maia do Blog Jornalismo Imparcial

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *