SMART FIT - MONTES CLAROS

Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Minas Gerais » Triangulo Mineiro » MG – Técnica de enfermagem é morta carbonizada após tentar comprar diploma de medicina falso

MG – Técnica de enfermagem é morta carbonizada após tentar comprar diploma de medicina falso

MG – Técnica de enfermagem é morta carbonizada após tentar comprar diploma de medicina falso

MG – Nessa segunda-feira (26), o corpo de uma técnica de enfermagem, de 42 anos, foi encontrado carbonizado em Araguari, na região do Triângulo Mineiro.

MG - Técnica de enfermagem é morta carbonizada após tentar comprar diploma de medicina falso
MG – Técnica de enfermagem é morta carbonizada após tentar comprar diploma de medicina falso

 

De acordo com as informações da Polícia Civil, o crime aconteceu uma semana após a vítima suspeitar ter caído em um golpe de estelionato praticado por uma dupla de criminosos, que estavam prometendo um diploma falso de medicina para a mulher.

A vítima chegou a pagar R$ 16 mil durante as negociações. O delegado Daniel Azevedo informou que a vítima disse aos jovens que faria a denúncia do crime de estelionato. Logo, a dupla marcou um encontro com ela em Uberlândia.

Ainda conforme as investigações, os jovens doparam a técnica em enfermagem e a levaram para a cidade de Araguari, onde o corpo foi carbonizado.

No entanto, após denúncias, a ossada foi localizada abandonada às margens de uma represa na cidade. Os dois suspeitos foram detidos no bairro Planalto, em Uberlândia, nas casas das namoradas, com um revólver calibre 38 e também com uma réplica de arma de fogo.

A PC também disse que a vítima era natural de Patrocínio e trabalhava em Uberaba no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro.

Porém, a assessoria de comunicação informou que nos quadros do hospital não existe o nome da mulher registrado por nenhum dos vínculos de contratação.

Além disso, a investigação informou que a vítima pretendia trabalhar como médica no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia com o diploma falso.

Aviso

  • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *