Semana Global do Empreendedorismo - CLIQUE AQUI

Últimas Notícias
Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Mais Seções » Tecnologia » Aplicativo para espionar amigos gera polêmica no Instagram

Aplicativo para espionar amigos gera polêmica no Instagram

Aplicativo para espionar amigos gera polêmica no Instagram

O aplicativo Like Patrol promete reviver um recurso recém-extinto no Instagram e mostrar o que os amigos estão curtindo na rede social. Para a alegria dos stalkers, o app faz uma verdadeira patrulha e mostra não apenas os likes e perfis que o usuário seguiu, mas também um ranking com os maiores fãs da pessoa espionada.

Aplicativo para espionar amigos gera polêmica no Instagram
Aplicativo para espionar amigos gera polêmica no Instagram

 

Disponível para iPhone (iOS), o Like Patrol tem causado polêmica por trazer recursos que o assemelham a stalkerwares, softwares espiões criados para monitorar a vida de um alvo específico.

Em outubro, o Instagram removeu a aba “Seguindo”, que mostrava a atividade dos seguidores. Desde que o recurso foi extinto, não é mais possível visualizar curtidas em fotos e comentários, bem como os usuários que a pessoa seguiu. Lançada em 2011 para facilitar a descoberta de novos conteúdos, a aba ficou obsoleta com a chegada da seção “Explorar” e passou a ser usada principalmente para stalking.

O Like Patrol não apenas busca trazer de volta a vigilância no Instagram, como também quer amplificá-la. “Pense na extinta aba ‘Seguindo’, mas com esteroides”, disse Sergio Luis Quintero, fundador do aplicativo, em e-mail enviado à redação do site CNET. Além de retomar as informações exibidas pela aba, o app fornece a média de likes que o usuário recebe por post e um Top 5 com as pessoas que mais curtem as publicações do amigo espionado.

Em seu site oficial, o Like Patrol estimula os membros do Instagram a vigiar parceiros e parceiras. “Cara novo? Garota nova? O que eles estão fazendo no Instagram? Com o Like Patrol, você pode ver cada post que eles gostam”, escrevem os desenvolvedores do aplicativo, que está disponível na App Store desde julho. O app divide as informações por gênero e ainda afirma ter um algoritmo capaz de apontar quando o usuário gosta de publicações de pessoas atraentes.

Aplicativo viola regras do Instagram

É provável que o Like Patrol seja removido em breve da loja da Apple. Isso porque o Instagram enviou uma carta de cessar e desistir à empresa, que violou as políticas da rede social sobre coleta de dados. Segundo os termos do Instagram, as informações dos usuários cadastrados só podem ser compartilhadas entre empresas do Facebook e com anunciantes, parceiros de mensuração, pesquisadores acadêmicos e autoridades legais, se necessário.

“A raspagem de dados viola nossas políticas, e tomamos medidas contra as empresas que consideramos estar envolvidas nesse tipo de prática. O Like Patrol estava coletando os dados das pessoas, então estamos tomando as medidas apropriadas contra eles”, disse um representante do Facebook ao site CNET. A companhia de Zuckerberg afirmou também que removeu as páginas do Like Patrol do Facebook e Instagram e que está analisando outros aplicativos do mesmo desenvolvedor.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *