Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

MG – Famílias que vivem no Vale do Jequitinhonha recebem ajuda da LBV

MG – Famílias que vivem no Vale do Jequitinhonha recebem ajuda da LBV

MG – Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a pobreza extrema atinge 13,5 milhões de brasileiros. E uma das regiões que contém uma longa lista de carências no país é o Vale do Jequitinhonha, localizado no Estado de Minas Gerais/MG.

MG - Famílias que vivem no Vale do Jequitinhonha recebem ajuda da LBV
MG – Famílias que vivem no Vale do Jequitinhonha recebem ajuda da LBV

 

A localidade tem os menores índices de desenvolvimento do Estado, além de dispor a expectativa de vida, a taxa de escolaridade e a renda muito inferiores às médias nacionais.

Buscando amenizar essa situação a Legião da Boa Vontade (LBV), por meio da campanha Natal Permanente da LBV — Jesus, o Pão Nosso de cada dia!, distribuiu mais de 1500 cestas de alimento para as famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social.

As cidades contempladas foram: Araçuaí, Almenara, Rubim, Jordânia, Bandeira, Rio do Prado, Palmópolis, Joaíma, Novo Cruzeiro, José Gonçalves de Minas, Jenipapo de Minas e Minas Novas.

Na ocasião, a secretária de assistência social da cidade de Rio Prado, Simone Ferraz, ressaltou a importância da campanha da LBV: “As famílias que foram atendidas pela LBV estão em situação de vulnerabilidade social, são famílias extremamente carentes que passam por muitas dificuldades. É triste demais saber que essas pessoas não têm alimentos, não tem formas de ganho. O município oferece pouco trabalho e a LBV não mede esforços e todo ano está empenhada para estar aqui. [Com o alimento em casa], o Natal [das famílias será] cheio de realizações, vai superar as expectativas”.

Os sorrisos emocionados, a gratidão genuína e a esperança no olhar estiveram presentes nos gestos das famílias atendidas pela campanha de Natal da LBV no Vale do Jequitinhonha.

Cíntia Silva Teixeira, da cidade de Rubim, foi contemplada com a cesta de alimentos e comentou que passou por dificuldades e, muitas vezes, não tinha o que dar para os filhos comerem: “A gente fala ‘espera um pouquinho’, mas é muito difícil pedir para a criança esperar. [Os adultos] esperam, aguentam firme. Mas para uma criança esperar, com vontade de comer, é muito ruim. É triste. É difícil, porque a gente vê a situação de outras crianças também e sente a mesma coisa. E não podemos fazer nada. [Nosso Natal] vai ser maravilhoso, agradecemos muito a cesta! ”.

Emocionada na hora da entrega das cestas de alimento, Maria de Lourdes Alves Ferreira, de Jordânia, ressaltou: “Vocês nem imaginam a importância [da cesta] na vida da gente. É uma alegria imensa. Sustenta a gente, sustenta a família. Só tenho que agradecer a Deus por essa obra de caridade. Obrigada! Feliz Natal [a todos os colaboradores]”.

Audenísia Cássia Gama, da cidade de Jordânia, ficou comovida ao receber o presente da LBV. Na oportunidade, ela destacou:  “Já passei muita dificuldade com meus filhos, passamos até fome. A criança pedir um pão, um café da manhã e não ter para dar, isso para uma mãe dói. Com a chegada da cesta já renova a esperança. [O Natal] vai ser bem melhor, muito feliz. Agradeço de coração! ”.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Um comentário

  1. Itinga/MG tem doadores da LBV, quando vieram doar pularam nossa cidade. A minha avó que descanse em paz era uma doadora de muitos anos, continuamos doando em nome dela mesmo depois de falecer e agora que vieram ajudar o Vale do Jequitinhonha saltaram a nossa cidade que fica ao lado de Araçuaí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *