Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Como as cidades litorâneas do Brasil estão lidando com o isolamento social

Como as cidades litorâneas do Brasil estão lidando com o isolamento social

Fechamento de praias e estabelecimentos comerciais e barreiras sanitárias são algumas das medidas impostas nestes territórios

Como as cidades litorâneas do Brasil estão lidando com o isolamento social

Não foram só as praias de capitais litorâneas, como o Rio de Janeiro, que estão fechadas por conta da pandemia de coronavírus. Muitas cidades do litoral de todo o país estão deixando seus maiores atrativos de lado para conter o avanço da COVID-19.

Para combater a rápida disseminação do novo coronavírus, a grande maioria dos municípios brasileiros estão de quarentena, com a maior parte da população respeitando as medidas de isolamento social. Sair de ônibus, por meio da Viação Progresso, por exemplo, ou utilizando carros está cada vez mais raro.

Citando caso parecido, cidades dos litorais do Rio de Janeiro, de São Paulo e de Santa Catarina estão impondo medidas de restrição e acesso. Entre os critérios, nem cidadãos locais e nem turistas podem ficar nas praias. Os que burlam a regra são advertidos pela polícia militar e a guarda municipal de cada região.

Em Niterói, na área metropolitana do Rio de Janeiro, a prefeitura também restringiu os acessos às praias da região. Aqueles que tentam desobedecer a norma estão sendo abordados pela guarda municipal e sendo retirados das praias e dos calçadões.

Além das praias, outros estabelecimentos turísticos estão fechados

Alguns territórios litorâneos estão indo além do fechamento das praias. As cidades de São Vicente, Santos e Guarujá, no litoral de São Paulo, adotaram outras medidas de restrição para conter aglomerações e incentivar o isolamento social.

Dentre as principais ações, estes municípios determinaram o fechamento de hotéis, shoppings, igrejas, academias e casas de show. Estas decisões afetam bastante a economia destas áreas, que geralmente se baseiam nas atrações turísticas e no entretenimento indoor.

A cidade de Santos ainda anunciou o monitoramento da chegada de pessoas na região e está restringindo o acesso e o funcionamento de rodoviárias. Os prefeitos de Santos e de municípios locais, já haviam suspendido a autorização para que ônibus e vans turísticos de outras localidades chegassem ao litoral.

Paulo Alexandre, prefeito de Santos, afirmou que as restrições buscam conter, com antecedência, a disseminação do coronavírus na região. Ele ainda ressaltou que as medidas estão sendo aplicadas com rigidez e buscam salvar vidas de cidadãos locais e turistas.

Preocupação com o aumento de leitos aumenta com a disseminação de casos no Brasil

Mesmo que as cidades litorâneas não sejam os principais focos do coronavírus no país, os prefeitos já estão preocupados com o aumento do número de leitos de UTI nos territórios.

Entre os municípios litorâneos que mais solicitaram leitos no fim de março, podemos citar Bertioga, com 14, Praia Grande, com 10, e Guarujá, com 20 novos leitos.

Barreiras sanitárias estão fortalecendo medidas de isolamento social no litoral

Algumas cidades litorâneas, como Ubatuba, no litoral Norte de São Paulo, implantaram barreiras sanitárias nas principais entradas dos municípios. Motoristas vindos de outras regiões estão sendo abordados e recebendo a recomendação de retornarem aos seus locais de origem.

Em Ilhabela, também no litoral de São Paulo, a prefeitura está limitando a chegada de turistas por meio de balsas para tentar evitar a disseminação da contaminação no local. A travessia para o município só pode ser feita por carros oficiais ou de serviços essenciais, além de automóveis de moradores ou trabalhadores da região.

Apesar de não terem registrado, até o momento, a mesma quantidade de casos confirmados de COVID-19, como a capital paulista, as cidades litorâneas já sofrem com as medidas de isolamento social. As atividades econômicas destes locais estão sendo bastante afetadas, apesar de estarmos em uma época de baixa temporada.

Mesmo assim, as medidas de isolamento social são extremamente importantes nestas áreas. Por conta de diversas praias e pontos turísticos, as cidades são bastante visitadas por turistas e geram grandes aglomerações em semanas de forte calor. Dessa forma, as ações estão sendo essenciais para conter a disseminação da doença.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *