POS ON-LINE PUC MINAS

Governo anuncia ferramenta de contestação para quem teve auxílio emergencial negado

Governo anuncia ferramenta de contestação para quem teve auxílio emergencial negado

O governo federal anunciou nesta terça-feira (2) que as pessoas que tiveram o auxílio emergencial negado poderão contestar o resultado. Segundo Onyx Lorenzoni, ministro da Cidadania, quem não foi contemplado com o benefício poderá protestar pelo telefone 121, pelo site ou em uma agência dos Correios.

Governo anuncia ferramenta de contestação para quem teve auxílio emergencial negado
Governo anuncia ferramenta de contestação para quem teve auxílio emergencial negado

De acordo com o governo, a ferramenta deve começar a funcionar a partir da próxima segunda-feira (8). Todas as pessoas que tiveram o “coronavoucher” negado poderão contestar. Dos 120 milhões de CPFs avaliados, cerca de 34 milhões não conseguiram o benefício.

O ministro também afirmou que a partir deste mês, os cidadãos vão poder fazer o cadastro para receber o auxílio emergencial em agências dos Correios. O objetivo, segundo Onyx Lorenzoni, é facilitar o processo para “os mais vulneráveis”. Além disso, os Correios também vão permitir a contestação do resultado.

O auxílio emergencial de R$ 600 é uma medida do governo para socorrer trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados por causa do impacto econômico em decorrência da pandemia do novo coronavírus.