Empréstimo Consignado para aposentados, pensionistas do INSS

Últimas Notícias
Casa das Apostas Online Betway

Norte de Minas – IFNMG divulga resultado do Concurso Cultural “Arte em Casa”

Norte de Minas – IFNMG divulga resultado do Concurso Cultural “Arte em Casa”

Norte de Minas – Entre tantas estratégias para enfrentar o distanciamento social ocasionado por causa da covid-19, a arte teve e está tendo um lugar especial. Foi por isso que o Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG), por meio da Pró-Reitoria de Extensão (Proex) e da Coordenação de Comunicação, lançou em abril o Concurso Cultural de Produções Artísticas em Mídias Digitais “Arte em Casa”.

Norte de Minas - IFNMG divulga resultado do Concurso Cultural “Arte em Casa”
Norte de Minas – IFNMG divulga resultado do Concurso Cultural “Arte em Casa”

 

Muita gente aproveitou a quarentena para fazer arte. No total, foram 110 produções inscritas e validadas e seis vencedores, escolhidos pelos internautas. Os vencedores foram Júlia de Oliveira Fernandes, Kaio Henrique Teixeira Costa, Vitória Rocha da Silva, Ana Júlia Teles Baldaia, Gabriela Antunes Alves e Silvano Guimarães de Bessa.

“Acredito que o isolamento social representa um espaço muito rico em criatividade, autonomia e produção artística. Foi pensando nisso e em uma forma de alternativa de enfrentamento a este contexto em que vivemos, na atualidade, é que promovemos o concurso que, ao meu olhar, atendeu aos objetivos propostos”, destacou a servidora e idealizadora da ação, Santina Aparecida Ferreira Mendes, que é responsável pelo Núcleo de Atividades Sociais, Artísticas, Desportivas e Projetos Especiais da Proex.

Uma surpresa para os organizadores do Concurso Cultural “Arte em Casa” foi o quão longe o concurso chegou, ultrapassando as fronteiras de Minas. “Além da participação de integrantes das comunidades de abrangência do IFNMG, tivemos também a participação de pessoas de outros Estados, como Rio de Janeiro, São Paulo e Paraíba, fato que comprovou que essa modalidade de concurso e seu caráter virtual, de interação e de redes de comunicação, ampliou e diversificou os espaços de participação”, aponta a servidora Santina.

O lugar da arte

Santina comenta que as produções artísticas em mídias digitais, nas várias modalidades artísticas submetidas, bem como o acesso a elas, representaram uma importante estratégia de lazer, entretenimento, conexão e compartilhamento de experiências, sentimentos e afetos, além de terem fortalecido, socializado e despertado talentos. “As produções trouxeram mensagens de conforto, reflexão e, de certa forma, tornaram mais leves as pressões psíquicas e sociais”, afirma.

Para a servidora, a arte representa um importante espaço de diálogo, de lazer, de trocas de experiências, de livre exercício da criatividade, da cidadania ativa e de reflexões desafiadoras e de profundas aprendizagens. “Costumo usar uma frase do filósofo alemão Friedrich Nietzsche ‘a arte existe para que a realidade não nos destrua’. Acredito que a Arte pode nos oferecer força e coragem para enfrentarmos os desafios que esta nova realidade nos impõe. A arte, certamente, nos ajudará a fazer uma travessa mais tranquila, criativa, reflexiva, saudável, segura e confortável”, reflete.

Ações que valorizam arte e cultura continuam

De acordo Santina Aparecida, a Pró-Reitoria de Extensão do IFNMG, através do Núcleo de Atividades Sociais, Artísticas, Desportivas e Projetos Especiais, pretende continuar desenvolvendo ações, como essa do concurso, por exemplo, que visem à promoção e ao fortalecimento das atividades artísticas e culturais. “Constitui-se uma de nossas tarefas promover projetos e ações extensionistas, cujos objetivos sejam os da valorização e fortalecimento das Artes como forma de aprendizagem, entretenimento, socialização, reflexão, intercâmbio e melhoria da qualidade de vida das comunidades de abrangência do IFNMG”, defende a servidora.

Santina aproveita a oportunidade para destacar projetos que já existem e que têm esse preceito de valorização da arte da cultura. Há o projeto de demanda induzida nominado Festival Intercampi de Culturas: Encantos dos Vales, Montes e Sertões, desenvolvido desde o ano 2017, que se constitui numa mostra intercampi de artes, culturas e manifestações folclóricas do IFNMG. O projeto é coordenado por servidores em todos os campi auxiliados por discentes bolsistas ou voluntários.

Ela relata que outra ação de destaque foi a criação, neste ano de 2020, do projeto “Mapa das Culturas do IFNMG” enquanto proposta também de demanda induzida. A ideia é implantá-lo em todos os campi tão logo a situação se normalize. Esse projeto é uma ampliação do “Mapa da Cultura do Vale do Mucuri”, já desenvolvido e coordenado pelo professor do Campus Teófilo Otoni Yuri Bento Marques; o objetivo desse projeto é identificar, organizar, mapear e cadastrar em uma plataforma on-line agentes, eventos, espaços e projetos culturais da região de abrangência do IFNMG.

“Desse modo, é nossa proposta é continuar ampliando e fortalecendo nossas ações de forma dialogada com toda a comunidade, de modo geral e, de modo especial, com todos os professores de Artes do IFNMG e com os nossos artistas, apreciadores e fazedores de artes e culturas de nossa região”, enfatiza Santina.

Clique AQUI para acessar os trabalhos

Quer saber as notícias do Jornal Montes Claros em primeira mão? Siga-nos no Facebook @jornamoc, Twitter @jornalmoc e Instagram @jornalmoc.