Últimas Notícias

MG – ‘Novo’ Minas Consciente poderá permitir a reabertura das feiras livres

MG – ‘Novo’ Minas Consciente poderá permitir a reabertura das feiras livres

MG – A reabertura das feiras livres, fechadas desde o início da pandemia de Covid-19, está entre os tópicos em discussão durante a reavaliação do Minas Consciente, programa de flexibilização controlada da atividade econômica no Estado. O anúncio foi feito pelo governo de Minas nesta sexta-feira (24), em coletiva na Cidade Administrativa.

MG - 'Novo' Minas Consciente poderá permitir a reabertura das feiras livres
MG – ‘Novo’ Minas Consciente poderá permitir a reabertura das feiras livres

 

Nessa quinta (23), a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) informou que, após realização de consulta pública sobre o plano, erros e acertos do Minas Consciente serão estudados para a construção de um projeto novo e mais duradouro para aplicação durante o período do platô da pandemia.

De acordo com o chefe de gabinete da SES, João Pinho, o setor de feiras livres, apesar de oferecer a venda de alimentos e, portanto, ter proximidade com os serviços essenciais, foi excluído das previsões de funcionamento do Minas Consciente em vigor.

Segundo ele, na época as atividades foram avaliadas como de alto risco, apesar de funcionarem ao ar livre. No entanto, a revisão do programa deverá dar uma nova perspectiva aos feirantes sobre a retomada segura desses comércios, incluindo tempo para que eles se programem para a volta.

“A gente espera abarcar o setor das feiras livres de alguma forma, dando um pouco mais de previsibilidade e de norte, para que a gente consiga voltar com essas atividades no menor tempo possível”, afirmou Pinho.

Minas Consciente

O programa de flexibilização controlada da atividade econômica, Minas Consciente, traz orientações às prefeituras para o funcionamento das atividades. O plano é organizado em quatro ondas, que preveem quais estabelecimentos podem funcionar de acordo com os índices epidemiológicos locais.

As ondas são: onda verde (apenas serviços essenciais podem funcionar); onda branca (serviços de baixo risco); onda amarela (serviços de médio risco); e onda vermelha (serviços de alto risco). Veja mais aqui.