Últimas Notícias

MG – 58 mortes por Covid-19 em Minas Gerais são confirmadas em 24 horas

MG – 58 mortes por Covid-19 em Minas Gerais são confirmadas em 24 horas

MG -Cerca de cinco meses se passaram desde que a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) declarou a primeira morte em Minas Gerais provocada por complicações decorrentes do novo coronavírus e, apenas cerca de 159 dias após este primeiro óbito, quase seis mil pessoas acabaram perdendo a vida na batalha contra a doença. Balanço publicado pelo órgão na manhã desta quarta-feira (9) descreve que 5.935 mineiros morreram entre março e este início de setembro.

A quantidade de óbitos diários que recebem confirmação da Secretaria está elevada há dois meses, aproximadamente, quando aconteceu o pico da pandemia de Covid-19 no Estado. Apenas entre a manhã de terça-feira (8) e esta quarta (9), 58 óbitos receberam confirmação da Saúde – o recorde diário de mortes aparece registrado no mês passado, em 12 de agosto, quando entraram para a lista trágicas 170 mortes provocadas pelo coronavírus em Minas Gerais.

O cenário é semelhante em relação ao acumulado de diagnósticos para a doença contados a partir de 8 de março – quando o Estado detectou seu primeiro caso de Covid-19. Até quarta-feira, 238.515 moradores de Minas Gerais testaram positivo para a enfermidade, sendo que destes há ainda 28.966 em recuperação segundo o levantamento publicado nesta manhã. O relatório indica também que 1.852 registros entraram para a lista apenas nas últimas 24 horas, uma média de aproximadamente 77 novos diagnósticos a cada hora.

Comorbidades e municípios

Estatísticas preparadas pela Saúde esclarecem que a doença ataca de forma fatal principalmente aqueles mineiros com idades superiores a 60 anos – a média de idade entre aqueles que morreram após contraírem o coronavírus é 71 anos. Outro ponto destacado pelo Estado refere-se às comorbidades, que são doenças anteriores e que podem ampliar o risco de morte após infecção pela Covid-19. A maior parte dos mineiros que perderam a vida após contraírem o coronavírus, cerca de 74%, eram portadores de comorbidades anteriores, sendo doenças do coração e diabetes as mais comuns entre eles.

O índice de letalidade da Covid-19 em Minas Gerais está em 2,5% até esta quarta-feira (9) e, segundo o relatório, ocorreram mortes em 539 municípios. O índice destaca também a expansão da pandemia por regiões interioranas do Estado. Não à toa, sabe-se que 840 cidades mineiras já têm casos de Covid-19 – o que representa mais de 90% dos municípios aqui existentes.

Belo Horizonte é o município que concentra a maior quantidade de mortes em decorrência da infecção. Até esta quarta, 1.076 residentes na capital mineira morreram após contraírem o coronavírus. A cidade acumula 34.907 diagnósticos positivos para a doença. O número de mortes também é elevado em Uberlândia, cidade do Triângulo Mineiro que concentra o segundo maior número de casos confirmados de Covid-19 no Estado. Segundo o boletim da Saúde, 452 moradores de Uberlândia morreram pelo coronavírus.