Empréstimo Consignado para aposentados, pensionistas do INSS

Últimas Notícias
Casa das Apostas Online Betway

Brasileirão – Com desfalques, mas com um a mais, Galo perde no Castelão

Brasileirão – Com desfalques, mas com um a mais, Galo perde no Castelão

Quatro desfalques importantes, mas com um jogador a mais durante mais de um tempo de jogo. Numa exibição aquém da esperada na Arena Castelão, no Nordeste do país, o Atlético não perdeu para o Fortaleza por 2 a 1.

Brasileirão - Com desfalques, mas com um a mais, Galo perde no Castelão
Brasileirão – Com desfalques, mas com um a mais, Galo perde no Castelão Foto: Pedro Souza / Atlético

 

Com o resultado desta quarta-feira (7), o alvinegro segue na liderança da competição mais importante do país, mas não acumulou a gordura desejada no topo da tabela, principalmente vendo o Flamengo, atual campeão, se aproximar. Com 27 pontos, os mineiros agora estão a apenas três do rubro-negro carioca.

No próximo sábado (10), o Atlético volta a campo e, em Belo Horizonte, encara o Goiás de Enderson Moreria, derrotado nesta rodada, em casa, pelo Fluminense. Melhor mandante da atual edição, o Galo tentará a reabilitação no Gigante da Pampulha, onde ostenta 100% de aproveitamento.

O jogo

Antes mesmo de a bola rolar, o técnico Jorge Sampaoli já dava seu cartão de visitas. Sem o zagueiro paraguaio Junior Alonso, o volante equatoriano Alan Franco e o meia-atacante venezuelano Savarino, todos convocados para defender as respectivas seleções, o comandante argentino mandou a campo uma formação inesperada; para variar.

Além do trio, o técnico atleticano também não pôde contar com Nathan, que ainda sente leve incômodo na coxa esquerda e, poucos minutos antes da partida, acabou cortado.

Com Mariano na lateral, na vaga de Guga, Bueno substituindo o xerife paraguaio e não Rabello, Fábio Santos na esquerda, Hyoran no lugar de Nathan e Arana mais avançado, o Galo bagunçou a cabeça de Rogério Ceni, treinador do Fortaleza.

Com maior posse de bola nos pouco mais de 45 minutos iniciais, o time mineiro pouco criou. E foi castigado por isso. David, ex-Cruzeiro, recebeu livre, em falha do sistema defensivo, e abriu o placar do Castelão. Mas por pouco tempo.

Após a expulsão de Felipe, que recebeu o segundo cartão amarelo, o caminho ficou livre para o empate. Aos 40, após cruzamento de Mariano, Sasha não perdoou e estufou a rede do Leão.

Segundo tempo

Na segunda etapa, com um jogador a mais em campo, Sampaoli promoveu mudança no Atlético, sacando Fábio Santos e colocando o atacante Marquinhos.
Vivendo momento de oscilação no alvinegro, o prata da casa perdeu grande oportunidade nos minutos iniciais. Após passe de Arana, chutou para fora, desperdiçando chance incrível, já que tinha o gol totalmente escancarado.

Aos 20 minutos, veio quase um novo castigo. Mesmo com 10 atletas, Yuri César, acionado por Ceni, chutou de fora da área e Everson não conseguiu alcançar a bola, mas o tento foi anulado pelo VAR, por impendimento.

Mas não era mesmo o dia do Galo. Bruno Melo, que substituiu o lateral Carlinhos, fez o gol da vitória do Tricolor. Curiosamente, ele havia sofrido uma concussão no clássico contra o Ceará e, contra o Galo, balançou a rede de cabeça, enfaixada.

Fim de papo. Fortaleza 2 x 1 Atlético.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA 2 X 1 ATLÉTICO

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF) Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF) VAR: Wagner Reway (PB)

Cartões amarelos: Felipe, David, Gabriel Dias (Fortaleza); Eduardo Sasha, Keno (Atlético)
Cartão vermelho: Felipe (Fortaleza)

GOLS: Fortaleza: David (36 minutos do 1º tempo) e Bruno Melo (39 minutos do 2º tempo) Atlético: Eduardo Sasha (41 minutos do 1º tempo)

FORTALEZA: Felipe Alves; Tinga, Róger Carvalho, Paulão e Carlinhos (Bruno Melo); Juninho, Felipe e Ronald, Gabriel Dias, Romarinho (Osvaldo) e David (Yuri César). Técnico: Rogério Ceni

ATLÉTICO: Everson; Mariano (Guga), Réver, Bueno e Fabio Santos (Marquinhos); Allan, Jair, Hyoran (Marrony), Arana; Keno e Eduardo Sasha.
Técnico: Jorge Sampaoli