Empréstimo Consignado para aposentados, pensionistas do INSS

Últimas Notícias
Casa das Apostas Online Betway

MG – UFMG vai realizar testes em cães e gatos de pessoas que já tiveram Covid-19

MG – UFMG vai realizar testes em cães e gatos de pessoas que já tiveram Covid-19

MG – Para saber os impactos que o coronavírus pode provocar nos cães e gatos, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) está recebendo cadastros de pessoas que testaram positivo para a doença, que sejam tutoras desses animais e suspeitam da infecção nos pets. A campanha, que é gratuita, também acontece em outras quatro capitais do país: São Paulo, Campo Grande, Recife e Curitiba. 

MG - UFMG vai realizar testes em cães e gatos de pessoas que já tiveram Covid-19
MG – UFMG vai realizar testes em cães e gatos de pessoas que já tiveram Covid-19 Foto: Reprodução/Twitter

 

O projeto, coordenado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), já realiza estados na área há uns meses, porém, com a confirmação do primeiro caso de covid19 em uma gata no Brasil, reforçou a importância da pesquisa.

“Até então, tínhamos pouca literatura sobre o caso, e o que se sabe é que não há transmissão de animais para humanos, apenas o contrário e entre as espécies”, relatou o professor David Soeiro, do Laboratório de Epidemiologia de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Departamento de Parasitologia do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG.

De acordo com Soeiro, os testes vão começar no próximo mês, e, por enquanto, os cincos polos da pesquisa estão padronizando os processos da campanha. Ao todo, cerca de mil animais serão testados. “Serão em média 200 animais por região. Vamos analisar os efeitos do vírus no organismos dos bichos”, completou.

PARTICIPE DA PESQUISA

Interessado em participar do estudo devem enviar um e-mail para covidufmg@gmail.com com nome do tutor e do animal, email e telefone para contato e informar se o animal é uma gato ou cachorro.

O importante, segundo o professor, é deixar claro se o animal tem convívio próximo com a pessoa infectada. “Normalmente, animais que vivem em quintais, não tão próximos aos donos, têm menos chance de se infectar”, finalizou.

Quer saber as notícias do Jornal Montes Claros em primeira mão? Siga-nos no Facebook @jornamoc, Twitter @jornalmoc e Instagram @jornalmoc.