Últimas Notícias

Hard Seltzer: tudo sobre essa bebida alcoólica e seu sucesso

Drink popular nos Estados Unidos ainda é pouco conhecido no Brasil

Hard Seltzer: tudo sobre essa bebida alcoólica e  seu sucesso

Imagine ter a possibilidade de consumir uma bebida leve, refrescante, docinha e
com baixo teor alcoólico pagando um valor baixo por lata? Essa é a proposta das
hard seltzer, drinques prontos e enlatados, é justamente agradar as pessoas que
querem uma opção leve e saborosa para o happy hour.

Basicamente, essas bebidas são água gaseificada com álcool, saborizada com
frutas. A hard seltzer ainda não é popular no Brasil, mas faz muito sucesso no
exterior.

Paixão norte-americana

Um dos principais mercados das hard seltzer são os millennials (pessoas nascidas
entre meados dos anos 1985 e o fim dos 90) americanos. Segundo pesquisa da
consultoria Nielsen, as marcas saltaram de 10 para 65 em dois anos, mostrando o
quanto essas bebidas agradam o paladar desse público.

Com poucas calorias, esse drinque pronto também pode ser consumido por quem
está de dieta sem comprometer grandemente a silhueta. Outro motivo pela sua
grande procura e consumo!

Promessa de sucesso

A hard seltzer costuma ter baixo teor alcoólico e usa cachaça ou cerveja como
bebida alcoólica de base.

Diversas cervejarias — em especial as micro e as artesanais — têm investido parte
da produção nesse tipo de bebida no exterior. Grandes marcas, como a Corona e a
Budweiser, também estão mirando nesse nicho e destinando parte da produção ao
drinque enlatado.

Outro ponto positivo é que a bebida, diferente da cerveja, por exemplo, não tem
glúten, podendo ser consumida tranquilamente por portadores de doença celíaca.

De olho no Brasil

Em breve, a bebida deve desembarcar em terras brasileiras — mais
especificamente em mercados de São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ). A Coca-
Cola anunciou que deve lançar sua hard seltzer, batizada de Topo Chico, no Brasil e
no México no último trimestre de 2020.

A empresa aposta em sabores marcantes, como abacaxi, lima-limão e morango-
goiaba, que contém 90 calorias por lata e devem ser comercializadas no valor
sugerido de R$ 4,99.

O teor alcoólico da bebida não é tão baixo: 4,7%, o mesmo que muitas marcas de
cerveja mainstream (as mais comuns do mercado). Por conta do teor alcoólico, a
bebida só poderá ser vendida a consumidores maiores de 18 anos e seu consumo é
proibido para pessoas que vão dirigir.

Receita boa

A hard seltzer é saborizada artificialmente, ou seja, a bebida não leva frutas de
verdade em sua composição. No entanto, nada impede que ela possa ser usada
como ingrediente no preparo de variados drinques.

A graça da bebida está na sua carbonatação. Por isso, ela deve ser integrada aos
drinques no final do preparo a fim de não perder as bolhinhas da água com gás.

Refrigerante alcoólico?

É importante deixar claro que a hard seltzer não é um refrigerante alcoólico. Seu
uso pode causar danos à saúde e não é indicado para menores de idade. O
consumo dela, assim como de qualquer outra bebida alcoólica, pode afetar a
cognição e a capacidade de reação do consumidor.

Por isso, ela não é indicada para pessoas que vão dirigir ou fazer algo importante
depois. Seu uso exagerado também pode causar dependência em pessoas
predispostas ao alcoolismo.

Mesmo com pouca caloria, a hard seltzer também pode causar o aumento de peso
se consumida de forma exagerada ou contínua. Também é importante lembrar que
os petiscos que costumam ser degustados com a bebida também ajudam a
engordar.

Em reportagem divulgada pelo portal de notícias britânico BBC, Juan Ravenga,
nutricionista e professor da Universidade San Jorge de Zaragoza, Espanha, criticou
a bebida.

“Anunciar que foram adicionados potássio, magnésio ou outros nutrientes é irritante,
porque são componentes que podem ser encontrados sem recorrer a essas
bebidas. Dizem que dão saúde, mas cobram muito mais saúde do que vendem”,
afirma.

Como toda bebida alcoólica, seu consumo deve ser feito com moderação.