Últimas Notícias

Montes Claros – HUCF e Grappa chamam a atenção para os cuidados e a prevenção segura no ‘Dezembro Vermelho’

Montes Claros – HUCF e Grappa chamam a atenção para os cuidados e a prevenção segura no ‘Dezembro Vermelho’

Montes Claros – O Hospital Universitário Clemente de Faria (HUCF), vinculado à Unimontes, é referência no atendimento às Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) em Montes Claros e região. Dados do setor de infectologia do Centro de Atendimento e Especialidades Tancredo Neves (CAETAN) do HU apontam para um aumento no registro de casos. Atualmente, 1.175 pacientes estão registrados no sistema do HUCF.

Montes Claros - HUCF e Grappa chamam a atenção para os cuidados e a prevenção segura no ‘Dezembro Vermelho’
Montes Claros – HUCF e Grappa chamam a atenção para os cuidados e a prevenção segura no ‘Dezembro Vermelho’

 

Como dezembro é considerado o mês de prevenção e cuidados contra as IST’s, dentre elas o HIV/Aids e a Sífilis, o HUCF, em parceria com o Grupo de Apoio à Prevenção e aos Portadores de Aids (Grappa), realiza na manhã desta terça-feira (1º/12) a Blitz Educativa como ação preventiva no “Dezembro Vermelho”. Com o apoio da Empresa Municipal de Planejamento, Gestão e Educação em Trânsito e Transportes de Montes Claros (MCTrans), a iniciativa acontece em frente ao HUCF.

A ação educativa tem o objetivo de esclarecer condutores e pedestres sobre a importância da prevenção as IST’s, alertar para os cuidados necessários e chamar a atenção para os números de pessoas infectadas com HIV/Aids e outras doenças infecto contagiosas. “Dezembro Vermelho vem como símbolo de união, pois sabemos que é muito importante o trabalho do GRAPPA unido ao do HUCF, que é nossa referência no atendimento às IST’s”, destaca a Gerente de Enfermagem do CAETAN/HUCF, Jane Tolentino.

DADOS QUE PREOCUPAM

O total de pacientes ativos em acompanhamento até o momento no CAETAN é de 452. Destes, seis pacientes foram encontrados em situação de abandono. Duas mortes foram registradas. Ainda conforme os dados, 26 pacientes foram transferidos em 2020. Ao todo, até novembro, 25 pessoas foram diagnosticadas com ISTs, sendo oito mulheres e 17 homens.

Em relação a diagnóstico e transferência, 62 pessoas deram entrada no setor de infectologia do HUCF em 2020.  Em 2019, o CAETAN diagnosticou 38 novos casos, sendo 10 mulheres e 28 homens. “O CAETAN realiza o acompanhamento ambulatorial dos pacientes com infectologistas, psicólogos e enfermeiros, além disso há a liberação e orientação adequada das medicações pela farmacêutica responsável, uma vez que a manutenção das cargas virais baixas dos pacientes e do uso correto e contínuo dos medicamentos é importante o total sucesso no tratamento dos clientes assistidos”, destaca Jane Tolentino.

Superintendente do HUCF, Príscilla Izabella Barros de Menezes ressalta a importância de oferecer um atendimento de qualidade a estes pacientes. “É importante ressaltarmos que, mesmo diante da pandemia, os setores de infectologia do CAETAN e do HU mantiveram a continuidade da assistência aos pacientes, seguindo todas as medidas de segurança e protocolos orientados pelo Ministério da Saúde (MS), da Organização Mundial da Saúde (OMS) e as determinações do município de Montes Claros via Secretaria Municipal de Saúde (SMS)”, pondera a superintendente.

“O objetivo desta parceria é manter o diálogo do trabalho em rede ao fomentar todo o contexto de prevenção realizado por ambas instituições referências na assistência e cuidado ao PVHIV.  Nosso objetivo é conscientizar a população frente às infecções sexualmente transmissíveis”, ressalta a presidente do Grappa, Maurina Carvalho, que reforça as ações de conscientização sobre a prevenção, tratamento, acompanhamento e apoio às pessoas soropositivas na cidade e região.

HISTÓRICO E MOBILIZAÇÃO MUNDIAL

Em dezembro, a ONG completará 28 anos de fundação com um histórico de mais de duas mil pessoas assistidas em todo o Norte de Minas. Embora o histórico demonstre a qualidade nos atendimentos, os números ainda são uma crescente. Até novembro deste ano, o Grappa já registrou 19 novos casos de HIV/AIDS. A prevalência dos eventos é do sexo masculino (16). Três são mulheres.

Dezembro Vermelho marca a mobilização mundial de prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos das pessoas infectadas com o vírus HIV/AIDS e outras IST’s. No Brasil, a campanha surgiu a partir da Lei Federal 13.504, de 7/11/2017, e dá sequência às ações do Dia Mundial contra a AIDS, celebrado em 1º de dezembro pelo mundo desde 1988.

“Que este trabalho não fique restrito ao mês de dezembro, mas que possa ser realizado durante todo o ano. É importante ressaltar a parceria que temos com o CAETAN/HUCF, onde encontramos profissionais dispostos a ajudar. Mesmo deparando com tantas dificuldades, eles não abrem mão da solidariedade”, lembra Maurina Carvalho.