Últimas Notícias

Conheça os clubes brasileiros que tentaram contratar Maradona

Conheça os clubes brasileiros que tentaram contratar Maradona

Conheça os clubes brasileiros que tentaram contratar Maradona

No final do mês passado, o mundo do futebol deu seu último adeus para um dos principais futebolistas da história, Diego Armando Maradona, que faleceu após uma parada cardiorrespiratória enquanto ainda se recuperava de uma cirurgia no cérebro. Esta notícia abalou todo o planeta, e talvez nunca mais veremos um jogador que consiga reunir tanta idolatria e comoção como Dieguito.

Em todos seus erros e acertos, Maradona encantou milhares de torcedores com seu futebol-arte. Suas passagens incríveis pela seleção argentina e Napoli o fizeram alcançar o ápice, ao conquistar a Copa do Mundo de 1986, onde marcou dois dos gols mais incríveis da história, “La mano de Dios” e o “gol do século”. Dieguito passou por seis clubes ao longo da sua carreira, sendo eles o Argentinos Juniors, Boca Juniors, Barcelona, Napoli, Sevilla e Newell’s Old Boys, fazendo um sucesso enorme na maioria deles. Tanto que até hoje essas equipes disputam campeonatos importantes e são bem cotadas em site de apostas online, que reúne as melhores plataformas para quem gosta de dar palpites e aproveitar bónus e promoções. Maradona também recebeu propostas de alguns clubes do futebol brasileiro para jogar em terras tupiniquins, tanto nos anos 80 quanto na década de 90. Por isso, vamos listar aqueles que tentaram trazer o gênio argentino para jogar no Brasil, desde que ele foi revelado pelo Argentinos Juniors até quando ele estava próximo da sua aposentadoria.

1 – Portuguesa: Com somente 21 anos, El Pibe de Oro (O garoto de ouro) já encantava os argentinos com sua habilidade e seu faro de gol. Mas neste período o Argentinos Juniors vinha passando por uma crise financeira severa, e uma das alternativas para sair do buraco era vender sua jóia rara. Então, o famoso empresário uruguaio, Juan Figer, chegou a intermediar uma negociação entre a Portuguesa e a equipe argentina, já que tinha uma relação amigável com o presidente do clube, Manuel Gregório. O valor pedido para fechar negócio era de aproximadamente US$ 300 mil, e a equipe brasileira acabou desistindo do negócio, já que achou o valor muito elevado por um futebolista que ainda precisava ser “lapidado”.

2 – Palmeiras: Entre as décadas de 80 e 90, o Palmeiras passava pelo “milagre financeiro” provido pela Era Parmalat, e com os cofres cheios de grana se viu próximo de contratar Maradona, que estava cumprindo uma suspensão após ser pego no exame antidoping que apontou o uso de cocaína. No ano de 1992, a principal patrocinadora do clube brasileiro desejava contratar o astro argentino por US$ 5 milhões para reforçar o ataque palmeirense, e após a passagem pelo Brasil, Dieguito iria para o Boca Juniors que na época também era patrocinado pela Parmalat. Mas El Pibe de Oro preferiu continuar jogando na Europa, e acabou assinando contrato com o Sevilla.

3 – Santos: Mais uma vez, Maradona estava sofrendo as punições por ser pego no antidoping quando, em 1995, começou negociações com o Santos. Fomentada principalmente pela empresa de Pelé, a Pelé Sports & Marketing, a negociata planejava adquirir os direitos do jogador e seus vencimentos seriam pagos pela empresa do Rei. Mas por desavenças em relação aos valores salariais, Dieguito não assinou com o Santos, preferindo voltar para o Boca Juniors, onde acabou se aposentando pouco depois, em 1997.

4 – São Paulo e Flamengo: Ambos os clubes iniciaram o processo de contrato com Maradona na década de 1990 – o Flamengo em 1991 e o São Paulo no finalzinho da carreira do craque. E mais uma vez, o preço elevado do salário foi um impedimento para o Flamengo contratar o atleta. Já com o São Paulo aconteceu algo semelhante, já que não conseguiram suprir as exigências de Maradona e acabaram desistindo da negociação.