Últimas Notícias

Modeladores: quando escolher cada tipo para o look certo

Cintas, calcinhas, body e bermudas são algumas variedades de peças modeladoras. Confira algumas dicas e cuidados na hora de comprar um.

Modeladores: quando escolher cada tipo para o look certo

 

O nosso visual é uma das maneiras que transmitimos para o mundo o que somos. Enquanto algumas mulheres preferem roupas mais confortáveis e folgadas, outras adoram o efeito proporcionado por peças modeladoras como cintas, corpetes e bodies.

Alguns dos efeitos provocados por peças modeladoras são a marcação da silhueta (especialmente a cintura e o colo) Por isso, se você adora essas roupas e está em busca de renovar as que tem no armário, confira algumas dicas sobre os diferentes tipos de modeladores e em que ocasiões eles são mais recomendados.

Calcinha

Essa peça pode ter outras funções além de resguardar a parte íntima feminina, como ajudar na recuperação de uma cirurgia. Via de regra, as calcinhas modeladoras são feitas de um material que oferece alta compressão e possui cintura mais alta do que as tradicionais.

A finalidade da peça é deixar a silhueta esguia, ideal para quem gosta de roupas que marcam mais o corpo. Contudo, é preciso cuidado, pois calcinhas modeladoras muito apertadas podem provocar dores, mal-estar e prejudicar a circulação sanguínea. Por isso, verifique se ela deixa marcas na pele após o uso. Se este for o caso, é recomendado trocá-la.

Embora pareça com a calcinha modeladora, as calcinhas cinta não são feitas para promover efeitos duradouros no corpo e são menos apertadas que outras lingeries, já que possui uma grande porcentagem de algodão, tornando a peça mais macia.

Body

Essa peça vem conquistando cada vez mais popularidade nos últimos anos no Brasil. Ele parece um maiô e oferece compressão na cintura, nas costas e na barriga. Pode ter bojo ou não e existem alguns modelos que também cobrem parte das coxas.

É importante vestir o body da maneira correta, para que nenhuma parte fique mal colocada e não marque a roupa, prejudicando o seu caimento. Comece vestindo pela parte de baixo, em seguida acerte o body pela barriga e encaixe os seios para que tudo fique ajustado. 

Por último, verifique as alças (e se você quer deixá-las à mostra). Há alguns modelos, como o tomara que caia, que podem ir muito bem com roupas transparentes e vestidos mais justos. 

Alguns modelos terminam na cintura enquanto outros se estendem até a altura dos seios e, em alguns, a cintura pode ser mais reforçada com um elástico que oferece maior sensação de segurança.

Cinta

Esse é outro clássico das peças modeladoras e é usado na região da cintura. Além da silhueta, essa peça também pode te ajudar a manter uma posição mais ereta. Contudo, é mentira a ideia de que usar cintas modeladoras regularmente vai provocar efeitos duradouros.

Outra ideia bastante popular é que usá-las durante a prática de atividades físicas ajuda a perder peso. No entanto, não há comprovações científicas de que isso seja verdade. 

Alguns médicos inclusive recomendam não utilizá-las nessa ocasião, já que elas podem atrapalhar a sua respiração e os seus músculos na hora do exercício, o que impacta negativamente no seu rendimento.

Bermuda

Parecida com a cinta, as bermudas modeladoras não só modelam a silhueta, mas também as coxas. Outra vantagem é que essa peça evita o atrito entre elas, o que costuma provocar assaduras e mal-estar.

A peça cai bem com saia midi ou longas, além de vestidos. É uma boa pedida especialmente se a roupa escolhida é de tecidos mais claros ou modelos mais justos.

Cuidados

Para não comprar peças modeladoras apertadas demais, é preciso conhecer bem as medidas do seu corpo. Por isso, antes de comprar, vale medir regiões como o quadril, o busto, a cintura e as coxas. 

Além disso, não passe cremes antes de usá-las (para não danificar tecido) e nem durma com peças modeladoras. Vale ainda adquirir modelos de diferentes cores para ter mais opção na hora de montar os looks.