A segunda etapa começou com os times revezando no placar. Mudado em relação ao set anterior, o Coelho tentou igualar o duelo, mas o Cruzeiro conseguiu se distanciar. Para tentar tirar a desigualdade no marcador, investiu em ataques pela diagonal. O Sada, por sua vez, aproveitou a distância para concluir em 25 a 18.

O enredo do terceiro set seguiu a mesma tônica, com os cruzeirenses tomando a dianteira. Por outro lado, a equipe americana buscava se colocar próximo do score. Mas, os donos da casa costuraram até encerrar em 25 a 20, terminando o duelo em 3 a 0.