Últimas Notícias

Biquíni com ou sem bojo: qual escolher?

A diversidade de modelos costuma gerar dúvidas na hora de comprar. Confira algumas dicas importantes para considerar antes de escolher sua peça!

O verão é a estação do ano que mais exige roupas confortáveis para lidar com as altas temperaturas. Além de vestidos, saias, shorts, blusinhas e sandálias, outro item essencial especialmente nesta época são as roupas de banho.

Há quem prefira maiô e quem prefira biquíni. Qualquer que seja a escolha, é necessário avaliar bem o tecido, o corte e alguns detalhes importantes como alças e tiras. Para a parte superior do biquíni, uma dúvida recorrente é: com ou sem bojo?

Se você precisa renovar as suas roupas de banho e está na dúvida sobre a parte de cima do biquíni para você, confira algumas dicas que vão te ajudar a escolher o modelo mais adequado para o seu corpo!

Com bojo

Via de regra, o bojo é usado para quem deseja dar mais volume e sustentação para os seios. Uma boa opção são os modelos frente única, que possuem amarração no pescoço. Outro modelo possível é o cortininha, famoso tanto na versão com bojo quanto sem o enchimento.

Detalhes como babados e drapeados ajudam a criar a impressão de mais volume nesta área, enquanto o nó central na parte da frente garante um bom apoio das mamas e boa distribuição do seu peso.

Quem tem seios volumosos sabe que é fundamental vestir modelos com alças largas, que ofereçam mais sustentação sem sobrecarregar as costas. Já para quem possui seios pequenos, uma dica importante é evitar bojo em excesso, pois ele pode criar um efeito artificial.

Independentemente do modelo, é essencial experimentar a parte de cima antes de fechar a compra para verificar se o bojo aperta ou incomoda. Além disso, é preciso cuidado na hora de lavar, a fim de não danificar o bojo.

Sem bojo

Por outro lado, os modelos sem bojo são melhores para quem não deseja aumentar o volume dos seios nem destacar a região do colo. Esse tipo de sutiã é mais fácil de lavar e seca mais rápido. Neste caso, um modelo ótimo é o tomara que caia torcido no centro ou com amarração no pescoço.

Uma opção para quem deseja disfarçar a região dos seios é apostar em um top com lateral larga, que sustenta bem os seios sem criar a sensação de mais volume. Além dele, é possível usar biquínis com decotes em V. É importante evitar rendas, babados e alguns modelos de estampas, pois ampliam a sensação de volume.

Como escolher?

Existem diversos tipos de biquínis, tanto na parte de cima como na parte de baixo. Contudo, a regra primordial é: priorize os modelos que ficam confortáveis no seu corpo.

Na hora de comprar roupas, incluindo as de banho, muitas mulheres pensam no corpo que gostariam de ter, mas não no corpo que de fato têm. Há quem compre biquínis em numeração um pouco menos do que o habitual, pois acreditam que isso é um estímulo para emagrecer.

Ao fazer isso, elas adquirem uma roupa que vai ficar desconfortável, fazendo com que se sintam inadequadas e envergonhadas do próprio corpo. Por isso, experimente as roupas de banho antes de comprar, para assegurar-se de que as peças estarão de acordo com seu corpo e sua autoestima.

Outro detalhe importante é a cor dos biquínis. Estampas e cores quentes, como amarelo, laranja e vermelho, chamam a atenção e criam mais volume, enquanto as cores frias, como azul, roxo e verde, oferecem mais discrição.

Estampas também chamam a atenção e exigem cuidado para não deixar o look carregado. Uma dica simples e eficiente para acertar é combinar cores contrastantes: roxo e amarelo, verde e vermelho e azul e laranja, além da combinação clássica de branco e preto.