Últimas Notícias

Precisamos falar de body shaming e nos libertar de amarras estéticas

Ter vergonha do próprio corpo vai muito além de estar insatisfeito com o que se vê no espelho. Entenda o que é body shaming e como nos faz mal.

A ideia de corpo ideal é ditada pela televisão, revistas e especialmente redes sociais na internet, com fotos digitalmente trabalhadas para mostrar corpos surreais e que criam um padrão muito distante da realidade da maioria das pessoas.

O body shaming vai além de sentir vergonha do corpo: ele se junta ao fato de que muitas pessoas nas redes sociais se sentem confortáveis em atacar todas aquelas que não seguem esse padrão ideal de corpo. E isso faz com que muitos desenvolvam vários distúrbios e sintam vergonha de sua forma física.

Deixar de cuidar de si de maneira saudável em busca de ter esse corpo que idealmente é saudável e bonito é um dos sintomas de quem passa pelo body shaming.

O que é body shaming?

Na infância aprendemos a ser comparados com outras pessoas, desde se achar menos inteligente que o outro, até se achar mais feio. É bobagem pensar que com o passar dos anos essa comparação vai embora e cada um se aceita do jeito que é, quando, na verdade, as cobranças aumentam e ficamos mais exigentes sobre ter o corpo ideal.

Ao postar uma foto e ela estar distante do padrão de corpo ideal, o body shaming nos mostra que essa comparação não deixa de existir, mas ganha impulso. A partir disso, são feitos muitos comentários nas redes sociais sobre como a pessoa está magra ou gorda, baixa ou alta, de forma que ela sinta vergonha de seu corpo.

O termo se popularizou quando celebridades como Bruna Marquezine, Cléo Pires e Demi Lovato postaram fotos e comentaram sobre a edição de seus corpos nessas publicações. Ao exibirem fotos sem edição profissional, muitas pessoas se acharam no direito de criticarem sua aparência.

Esses comentários não são tão incomuns quanto se pensa e, embora o termo tenha ficado famoso na internet, ele não se resume a isso. Aquele comentário inapropriado em um almoço de família já fez com que você se sentisse fisicamente humilhado ou insatisfeito consigo? Isso é body shaming.

Gatilhos do body shaming

Sentir vergonha do próprio corpo pode começar com comentários negativos, mas, com o tempo, a pessoa vai sempre se sentir insatisfeita com sua aparência física e buscar maneiras de obter o tão sonhado corpo ideal.

Nesse processo de conseguir esse físico irreal, as pessoas podem desenvolver vários distúrbios, desde mentais até alimentares. Além de sentir vergonha de sua aparência, ela pode tentar métodos não saudáveis para atingir esse corpo dos sonhos.

É comum que nesse processo a pessoa desenvolva algumas doenças como ansiedade, depressão, entre outros; e distúrbios alimentares como bulimia e anorexia. Assim, nestes casos a pessoa deixa de cuidar de si de maneira saudável e desenvolve vários gatilhos por conta de comentários negativos.

O corpo ideal existe?

O padrão de corpo que aprendemos a considerar como ideal nada mais é que um corpo editado por um fotógrafo profissional. Quem é mais pressionado a ter essa forma perfeita são as mulheres, e as famosas são as que mais são atacadas nas redes sociais sempre que são flagradas em algum ângulo diferente ou quando publicam uma foto não editada.

Com o posicionamento dessas celebridades contra esses comentários humilhando os corpos reais, vemos que esse corpo ideal não existe e buscar essa aparência através de procedimentos que não são saudáveis não é o indicado.

Não existe um padrão físico que devemos seguir, pois o corpo ideal é aquele que faz você se sentir bem consigo, sem estar presa às amarras estéticas e às fotos editadas. Ele existe quando você fica feliz com o que vê no espelho e não se preocupa com comentários negativos.

Body positive

Ter um corpo bonito e estar satisfeito com ele não está relacionado a desenvolver distúrbios alimentares e mentais. A corrente body positive é oposta ao body shaming, uma vez que impulsiona as pessoas a mostrarem os corpos reais e entenderem que são lindas sem seguir um padrão.

O processo de auto aceitação com a aparência não é fácil quando estamos rodeados de pessoas com comentários inapropriados sobre nossos corpos, mas o body positive nos ajuda a publicar as nossas fotos sem pensar se estamos magros ou gordos demais.