Últimas Notícias

Computação em nuvem se torna crucial para aumento da receita de 87% das empresas

São Paulo, SP 29/9/2021 – A estrutura de nuvem cresce conforme as necessidades dos negócios, quanto mais a empresa evolui mais investe em nuvem

A cloud possibilita soluções mais rápidas, com mobilidade, disponibilidade e segurança, sem a necessidade de grandes mudanças de processos

A computação em nuvem passou a ser a tecnologia da 4ª Revolução Industrial que mais deve crescer nos próximos anos, a expectativa é que até 2025 o gasto mundial com soluções em cloud deva chegar a US$ 623 bilhões, segundo relatório The Global Risks Report, do Fórum Econômico Mundial. De acordo com um recente levantamento da consultoria Gartner, é esperado que 85% de todas as empresas do mundo operem dentro da nuvem (até 2025). No Brasil, o cenário é bastante favorável para o setor, e a consultoria estima que os gastos das empresas com a tecnologia devam atingir US$ 3 bilhões até o final de 2021.

A adoção da cloud nas empresas, em geral, tem se mostrado item essencial para se manterem no mercado competitivo, a frente da concorrência e com melhor time-to-market, principalmente nos e-commerces, afirma Flavio Freitas de Oliveira Neto, bacharel em Ciência da Computação, com MBA em Inteligência Artificial.

“O uso não só de infraestrutura Service (Iaas), mas também de PaaS (Platform as a Service) vem possibilitando aos engenheiros o desenvolvimento de soluções mais rápida e com serviços robustos de nuvem, sem a necessidade de entender a complexidade de instalar e gerir esses componentes”, explica Flavio, que também é Chief Executive Officer (CTO) em programas de fidelidade do país.

O CTO menciona que os bancos de dados como: serviços, soluções de fila, cache, gateways de API, engines de Inteligência Artificial e machine learning, são exemplos de componentes que hoje podem ser usados em soluções sistêmicas com alto grau de confiabilidade, disponibilizado através de poucos cliques. E observa que isso tem aumentado muito o tempo de entrega de soluções, com agilidade nos projetos e menor custo (com pessoas realizando gestão de infraestrutura).

O relatório Future of Cloud Computing, publicado pelo Google, destaca que 77% das empresas acreditam que vão usar a nuvem até 2029 e 87% delas afirmam que essa tecnologia é crucial para o aumento da receita nesse período. Outro estudo recente, realizado pela Statista, uma empresa alemã especializada em dados de mercado e consumidores, projeta que os investimentos em computação em nuvem irão ultrapassar US$ 350 bilhões até 2022, no Brasil a expectativa de crescimento é de 35,5%.

Ainda segundo o executivo de TI, outro ganho importante é a escalabilidade das soluções em nuvem, a qual permite um aumento, repentino, nos volumes e nas vendas, sem a necessidade do gerenciamento do time de infraestrutura. Ele informa que é um item imprescindível na área do comércio eletrônico (e-commerce/marketplaces), que sofre sazonalidade como no Black Friday e no Natal.

“Todas essas vantagens têm permitido às empresas que já se modernizaram e estão surfando essa onda, que lancem e escalem seus produtos e serviços à frente dos concorrentes, aumentando seu market share e faturamento. Tenho mais de 20 anos trabalhando com engenharia e arquitetura de sistemas em grandes empresas, e percebo que a estrutura de nuvem cresce conforme as necessidades dos negócios, quanto mais a empresa evolui mais investe em nuvem”, conclui Flavio Oliveira.