Últimas Notícias

Coworking: conheça mais sobre essa tendência

O mercado passa por frequentes mudanças, de forma a acompanhar as necessidades e demandas sociais que são feitas pelo seu público. O que modifica não apenas os produtos e serviços oferecidos, como também o método de trabalho, o que leva ao coworking.

Uma nova modalidade que permite com que funcionários e administradores de diferentes negócios consigam trabalhar em um espaço de ampla interação, compartilhando informações e técnicas que possam melhorar suas respectivas atividades.

Mudanças essas que estão conectadas às diferentes formas na qual um indivíduo pode hoje realizar suas atividades de trabalho, no qual o simples fato de entrar e sair de um escritório, batendo o ponto durante isso, não sendo mais a única opção.

O que existe hoje é uma flexibilidade das atividades de trabalho, algo que é proveniente principalmente das ferramentas digitais, que permitem o contador de uma empresa que trabalha com locação de impressoras SP, concluir suas ações direto de casa.

Dentro de um modelo bastante popular nos dias de hoje, no que é chamado de formato home office, no qual os funcionários de uma empresa podem usar da sua própria residência como um ambiente de trabalho, precisando apenas de um computador e acesso à internet.

O que permite com que diversas atividades que seriam realizadas em um cubículo, em frente a um monitor durante 8h por dia, podendo ser concluídas de forma muito mais otimizada, dentro do ambiente aconchegante da sua casa.

Enquanto alguns empregos remotos trabalham com um horário definido, existem outras que permitem uma maior descentralização dessas ações, existindo apenas um nível de tarefas a serem cumpridas, de acordo com a melhor organização desse funcionário.

Com cada empregado tendo a possibilidade de comprar a sua própria cadeira giratoria executiva, que traga conforto para esse funcionário enquanto realiza suas funções.

Contudo, mesmo tendo acesso a esses benefícios, no modelo remoto os profissionais acabam sendo privados de algumas melhorias que estão relacionadas ao convívio diário com seus colegas e colaboradores. Todos contribuindo para o sucesso de um negócio.

E é justamente ao se posicionar como uma resposta para esse tipo de demanda, que vem se destacando o modelo do coworking. Que mantém a individualidade e flexibilidade do trabalho junto dos benefícios de dividir um espaço com outras pessoas.

Como funciona o coworking?

O modelo de trabalho coworking teve origem nos EUA, mas hoje já se espalha para todo o território internacional, diante do sucesso que esse método vem tendo com os profissionais dos mais diversos tipos de setores comerciais.

A primeira empresa que costuma ser creditada ao serviço de coworking é a Hat Factory, em São Francisco. Companhia que apresentou ao mercado um espaço que poderia ser compartilhado pelos funcionários das mais diferentes companhias.

Tendo um destaque maior para pequenas companhias, que muitas vezes não contam com um espaço adequado para receber os seus colaboradores, que necessitam de um ambiente apropriado para realizar suas atividades de trabalho, para assim alcançar bons resultados.

Tendo acesso a um espaço amplo e que preze pela coletividade, mas que também respeite a individualidade de cada um presente, com a disposição de divisórias de drywall, ou qualquer que seja o material utilizado para separar os espaço de cada pessoa presente.

Os ambientes de coworking chamam a atenção dos diversos tipos de empreendimentos por causa de alguns benefícios que esses espaços coletivos trazem. Como na divisão de alguma despesas necessárias para a manutenção de um ambiente de trabalho, como:

  • Gastos com eletricidade;
  • Custos com água;
  • Serviços de internet;
  • Despesas com aluguel.

Tudo a ser contemplado pelo valor de locação desse espaço, que irá garantir uma série de benefícios para quem optar por atuar nesse ambiente de coworking. Sendo um espaço interessante para os mais diferentes tipos de negócio, e também seus formatos.

Destacando-se nesses espaços de coworking a presença de empresas mais descentralizadas, profissionais liberais e freelancers, que podem estar necessitando de um local específico e profissional para realizar suas atividades em melhor forma.

O que vale também para um escritor que busca um espaço próprio para escrever o seu novo romance, e que precisa de um ambiente propício para se entregar essa obra dentro de um prazo estipulado por sua editora.

Contando inclusive com a ajuda daquelas maquinas de café para empresa, tornando-se ali um espaço para a troca de informações e conversas entre os profissionais, otimizando o momento de pausa, para energizar esses funcionários até o momento de voltar ao trabalho.

Tudo a expandir o espaço de importância que o coworking passa a ter na sociedade, como um ambiente propício para os mais diversos formatos de trabalho, atraindo a atenção dos mais diferentes setores, com destaque para setores mais modernos.

Como na área de tecnologia, que muitas vezes adota um sistema híbrido, com dias no formato remoto e outros nos quais os funcionários se dirigem até o escritório, podendo se destacar um espaço de coworking, para essas reuniões esporádicas.

Existem diversos pontos positivos, que fazem diversos profissionais procurarem por esse tipo de serviço. Sendo importante destacar alguns deles, para quem está em dúvida se procura ou não por esse tipo de espaço para trabalho.

Destaques únicos do coworking

O modelo de coworking pode trazer benefícios para os mais diferentes tipos de negócio, como para empresas que terceirizam serviços de TI, nos quais os seus funcionários atuam na maioria das vezes nas dependências das empresas que contratam tais serviços.

Necessitando apenas de um espaço físico no qual possa ser possível organizar as atividades e equipes que irão trabalhar nesse tipo de empresa, podendo usar do ambiente de coworking como um espaço próprio e prática para a realização dessas tarefas.

E dentro desses locais existem ferramentas que ajudam no tipo de trabalho a ser realizado dentro dessas dependências, entrando evidências algumas questões como:

Salas privadas
Para quem atua com um negócio mais descentralizado, às vezes é importante ter ao seu acesso um espaço profissional, onde seja possível realizar reuniões e conferências pessoais, que reúnam os colaboradores de um projeto.

Sendo uma opção positiva para uma empresa que irá contratar uma série de profissionais freelancers, e que busca um espaço físico para realizar esse encontro inicial, onde será esclarecido o tipo de demanda que será repassado para cada um desses profissionais.

Acesso à internet
Um dos grandes desafios para quem trabalha no modelo home office é a conexão com a internet, pois além da qualidade dos serviço residenciais, muitas vezes, na eventualidade de um problema, a assistência técnica demora muito mais ao resolver casos específicos.

Diferentemente do que acontece com uma empresa ou um espaço de coworking, que não só apresenta essa conexão, como opera com um serviço de manutenção mais amplo.

Tornando possível para um negócio que atua com análise digital, acompanhar o processo de compra de um usuário que pesquise por “locação de multifuncional preço”, e termine por concluir esse processo de contratação.

Espaço colaborativo
O coworking recupera um aspecto que muitos profissionais sentem faltam ao se encontrarem distante de um ambiente profissional, que é a riqueza presente em um cenário de colaboração de diferentes pessoas, até mesmo de empresas distintas.

Criando-se assim uma maior conexão dentro desse ambiente coletivo, similar a função de uma linha ddr vivo, que conecta diversas linhas de telefone dentro de uma empresa, com os respectivos ramais para cada setor.

Estrutura física do espaço
Outra coisa que o profissional liberal ou que atua de forma remota também pode sentir falta, é de um espaço adequado para executar suas tarefas, como uma mesa adequada, em um espaço amplo para trabalhar junto ao seu espaço.

Principalmente para as pessoas que acabam não conseguindo se concentrar em casa. Seja pela presença de outros residentes, ou pela falta de um ambiente profissional, que ajuda na realização de certas tarefas que exigem uma concentração maior desse funcionário.

Como alguém que atua na documentação de AVCB projeto Bombeiros. Uma fiscalização necessária para que um empreendimento físico tenha liberação do corpo de bombeiros para atuar nesse espaço em específico.

Sendo preciso prestar atenção a esse tipo de registro, para que os estabelecimentos que foram aprovados pelos órgãos competentes não sejam prejudicados diante uma documentação feita de forma incorreta, pela falta de atenção do profissional responsável.

Sendo esses pontos benefícios capazes de garantir uma série de privilégios para quem opta por atuar nesse espaço de coworking, garantindo um melhor proveito sobre as atividades a serem realizadas dentro de um empreendimento.

E em alguns casos, até mesmo trabalhando para se alcançar um maior prestígio para esse negócio. Com um profissional liberal tendo acesso a um espaço físico especializado para a realização de suas atividades.

Crescendo então como profissional, graças ao local no qual exerce suas tarefas de trabalho.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.