Últimas Notícias

Uso de barba está relacionado com aparência, segundo estudo

3/2/2022 – Quanto você se sente bem com a sua autoimagem, essa característica vai além da aparência e se estende à forma como você se porta e é percebido por outros

Pesquisa revela que 88% dos homens do país usam algum tipo de barba; especialista explica como desenvolver e tratar uma barba de forma saudável

Cerca de um terço (33%) dos brasileiros usam barba para se sentirem mais atraentes. A conclusão é de um estudo realizado pela All Things Hair, em parceria com o Opinion Box, que buscou respostas para os hábitos dos homens do país quando o assunto é barba. Além disso, 88% dos participantes do balanço afirmaram que utilizam algum tipo de barba.

Entre os homens estudados, 11% declararam que usam bigode, mesmo percentual dos que adotaram o cavanhaque. Dentre as preferências, ganham destaque a barba de tamanho médio, com 39% das indicações, e a chamada “barba por fazer”, com 45% das menções. A barba cheia, estilo “lenhador”, foi a categoria preferida pelos entrevistados, com 46%. 

Eduardo Rauen, sócio da Barba Brava, e-commerce de cosméticos masculinos, acredita que a ampla adesão ao estilo de barba comprida vai além de  uma tendência ou alternativa para parecer mais atraente. “Pesquisas recentes apontam que apenas 8% dos homens atribuem à ‘moda’ a escolha de deixar a barba crescer”, afirma, ainda citando dados da pesquisa da All Things Hair e do Opinion Box.

A maioria dos homens, prossegue, deixa a barba crescer como uma expressão de sua personalidade, autoimagem e atitude. “Não acredito que o uso da barba seja uma ‘moda passageira’, visto que ela é utilizada há milênios, em diversos momentos, e por diversas personalidades históricas”, diz. “É bem verdade que, de tempos em tempos, determinados conceitos ganham evidência na mídia, o que pode trazer a percepção de que o uso da barba seja algo momentâneo, mas tenho convicção de que este não é o caso”.

Especialista explica como desenvolver e tratar uma barba saudável

Rauen afirma que, na busca para possuir uma barba “admirável”, muitos recorrem a meios extremos a fim de obter resultados rápidos, o que pode não ser benéfico para a saúde e a autoestima. “Alguns homens recorrem à automedicação e, até mesmo, ao transplante de barba – o que exige acompanhamento médico”.

Com efeito, 73% dos brasileiros se automedicam, segundo estudo realizado em 2020 pelo Consulta Remédios, maior plataforma de saúde do país. De acordo com a pesquisa, que coletou respostas de mais de 5 mil usuários da plataforma entre os dias 22 e 29 de janeiro, 43% dos entrevistados afirmaram que mantêm a automedicação em sua rotina apesar de conhecer os perigos da prática.

Em contrapartida, prossegue o empresário, há meios seguros para buscar a barba desejada, como o uso de tônicos para ajudar a acelerar o processo de crescimento e engrossamento dos fios e, sobretudo, a adoção de hábitos saudáveis, como a opção por uma dieta balanceada, aliada à prática de atividades físicas regulares. 

Paralelamente, segundo o sócio da Barba Brava, o uso de uma barba comprida também exige uma série de cuidados, tanto para manter a higiene, força e saúde dos fios, quanto para atingir o potencial de crescimento desejado.

“Há soluções que combinam ativos naturais e vegetais para fazer com que a barba cresça mais rápido. Ao atingir certo tamanho – mais de 2 cm de comprimento -, é necessário lavar a barba diariamente com um shampoo específico, já que produtos para os cabelos podem ressecar os pelos faciais e a pele do rosto, pois são concebidos para uma área muito mais sebosa do que a face”, explica.

Além disso, para Rauen, é fundamental hidratar a barba com óleo ou balm, o que contribui para deixar os fios mais maleáveis. “Ademais, o uso de um tônico para crescimento vai ajudar não somente a obter o comprimento e a densidade desejados, como manter os resultados com uma barba mais saudável, com menos quedas e quebras dos fios”.

O empresário destaca que a opção pelo uso de barba vai além da estética e atratividade, sendo algo que envolve autoconfiança e expressão de estilo. Em suas palavras, a maioria dos homens que deixam a barba crescer não buscam a validação de terceiros, mas o que julgam melhor para si mesmos – um aspecto instintivamente associado a padrões de comportamento de confiança, provisão e respeito, tanto socialmente quanto biologicamente.

“Quanto você se sente bem com a sua autoimagem, essa característica vai além da aparência e se estende à forma como você se porta e é percebido por outros”, conclui. 

Para mais informações, basta acessar: https://www.barbabrava.com.br/

Website: https://www.barbabrava.com.br/